fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Mundo

URGENTE: Biden fará discurso à nação nesta sexta-feira à noite, diz oficial da campanha

Biden – que não proclamou vitória, mas foi chamado de “presidente eleito” pela presidente da Câmara Nancy Pelosi

Avatar

Publicado

em

PUBLICIDADE

Joe Biden fará um discurso à nação nesta sexta-feira (6) à noite, enquanto assume a liderança na votação nos estados-chave para ganhar a eleição presidencial dos Estados Unidos, informou um funcionário de sua campanha.

Biden – que não proclamou vitória, mas foi chamado de “presidente eleito” pela presidente da Câmara Nancy Pelosi – falará mais tarde em sua cidade natal, Wilmington, Delaware, disse o oficial de campanha sob condição de anonimato.

“Nenhuma dúvida” –

Após tensas eleições, em que a pandemia de covid-19 levou o voto por correio a quantidades recorde, o fim da apuração nos estados-chave e muito disputados pode determinar quem alcançará o número mágico dos 270 votos do Colégio Eleitoral.

Na madrugada desta sexta-feira, o impulso de Biden à Casa Branca se fortaleceu com a contagem dos votos no estado da Geórgia, onde o candidato democrata agora está à frente de Trump por poucos votos, segundo vários canais da televisão americana.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

E a notícia de que começou a superar Trump na contagem da Pensilvânia consolidou ainda mais suas chances de chegar à Casa Branca.

Trump – que ganhou a Pensilvânia em 2016 – estava na liderança deste estado, mas sua vantagem diminuiu à medida em que os votos por correio, que favorecem majoritarimente Biden, foram contados.

Na quinta-feira, Biden se mostrou confiante em sua vitória junto com sua companheira de chapa Kamala Harris, e insistiu aos eleitores que sejam pacientes e que o resultado será conhecido “em breve”.

“Continuamos nos sentindo muito bem sobre onde estão as coisas. Não temos nenhuma dúvida de que, quando a contagem terminar, a senadora Harris e eu seremos os ganhadores”, disse o ex-vice-presidente de Barack Obama em Wilmington, Delaware.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Um indício de que a vitória pode estar ao alcance de suas mãos é o reforço do dispositivo de segurança que o Serviço Secreto implementará em torno de Biden, segundo informou o jornal Washington Post.

Os Estados Unidos não vivenciam essa incerteza eleitoral desde 2000, quando a Suprema Corte acabou julgando a favor do republicano George W. Bush na disputa com o democrata Al Gore.

© Agence France-Presse




Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade