fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Mundo

Uber torna obrigatório uso de máscara para passageiro e condutor

Segundo empresa, novas medidas estão sendo implementadas agora porque muitos países já estão superando fase de confinamento total (lockdown) e começam a fazer retomada de atividades normais

Avatar

Publicado

em

aplicativos de mobilidade
Foto: Reprodução
PUBLICIDADE

O aplicativo de transporte Uber anunciou nesta quarta-feira uma série de medidas de segurança para viagens e entregas, como forma de precaução. A principal novidade é a de que motoristas e passageiros terão de usar máscaras faciais para poderem estar em uma corrida – prática que já havia sido imposta em algumas cidades do País pelas autoridades, mas agora valerá para todas as viagens no mundo, a partir de segunda-feira.

Segundo a empresa, as novas medidas estão sendo implementadas agora porque muitos países já estão superando a fase de confinamento total (lockdown) e começam a fazer a retomada de atividades normais. “As pessoas vão voltar a Usar o Uber em suas cidades, então precisamos estar comprometidos com a segurança”, disse o presidente executivo da empresa, Dara Khosrowshahi, em conferência com jornalistas, da qual o Estado participou. Durante a chamada, o executivo disse que as pessoas devem se preparar para sua segunda “primeira viagem com o Uber”.

A partir de segunda-feira, todos os motoristas que forem iniciar uma viagem com o Uber deverão cumprir uma lista de requisitos – como usar uma máscara, ter limpado o carro e afirmar que não estão com sintomas da covid-19. O aplicativo dedicado aos condutores terá ainda função de reconhecimento facial, que pedirá ao motorista para tirar uma selfie com a máscara. Caso esteja sem máscara, não será possível receber pedidos de viagem pelo aplicativo. Ao atender uma solicitação, o motorista também poderá cancelar uma corrida caso o passageiro esteja sem máscara

Além disso, caso o passageiro retire sua máscara durante a viagem o motorista poderá optar por avaliá-lo com nota baixa ao fim da corrida. A empresa pedirá ainda que não sejam feitas viagens com passageiros no banco da frente – assim, o máximo de passageiros permitidos em uma única corrida será de três, todos no banco de trás. “Acreditamos que isso é seguro porque, no Uber X, todos os passageiros virão de um mesmo lugar. É diferente do Uber Juntos, em que há várias pessoas de locais diferentes”, disse Sachin Kansal, diretor global de produtos de segurança do Uber. O Uber Juntos, que combina passageiros em diferentes destinos em um só carro, segue desativado no mundo todo.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Os passageiros, por enquanto, não receberão uma solicitação para tirarem uma selfie com a máscara – a tecnologia de reconhecimento facial está mais avançada no app dos motoristas, justificou a empresa. Quem solicitar uma corrida também poderá cancelá-la, caso o motorista não esteja protegido. Os processos de avaliação com notas da empresa também serão usados no Uber Eats, entre entregadores e clientes e entre entregadores e restaurantes. “Será possível avisar que o restaurante não tinha local para lavar as mãos ou não praticava o distanciamento social”, explicou Kansal. “Tudo isso nos ajuda a manter a segurança geral.” As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.


Leia também
Publicidade
Publicidade
Publicidade