fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Mundo

Menina de três anos morre por COVID-19 na Bélgica

Em março, um garoto de 12 anos morreu por coronavírus na Bélgica, onde há 64.847 casos registrados e mais de 9.800 mortos

Avatar

Publicado

em

Estafe médico colocando equipamento de proteção para tratar de pacientes com Covid-19, no Erasme Hospital em Bruxelas Foto: Kenzo TRIBOUILLARD / AFP
PUBLICIDADE

Uma menina de três anos morreu de coronavírus há alguns dias na Bélgica – anunciaram as autoridades de saúde nesta sexta-feira (24), especificando que a menina sofria de outras patologias. É a vítima mais jovem do país.

“Esta notícia nos emociona profundamente, como cientistas e como pais”, disse Boudewijn Catry, porta-voz das autoridades de saúde da Bélgica, onde se registra um aumento de casos.

“Em média, três pessoas morrem por dia. Recentemente, uma pessoa de 18 anos”, acrescentou, em entrevista coletiva, reconhecendo que as mortes entre jovens continuam sendo uma ocorrência “rara”.

Em março, um garoto de 12 anos morreu por coronavírus na Bélgica, onde há 64.847 casos registrados e mais de 9.800 mortos.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Entre 14 e 20 de julho, as novas infecções aumentaram 89% em comparação à semana anterior. Em média, cerca de 220 novas infecções estão sendo registradas por dia no país.

Na quinta-feira (23), diante desse aumento de casos, a primeira-ministra Sophie Wilmès anunciou um aumento nas medidas de proteção.

Agora, a máscara se torna obrigatória “em todos os lugares com aglomerações”, sejam espaços abertos ou fechados, como mercados, ruas com lojas, hotéis, cafés, ou restaurantes.

Em termos proporcionais, a Bélgica é um dos países com o maior número de mortes por COVID-19: 85 óbitos a cada 100.000 habitantes.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Nesse balanço, as autoridades também incluem as mortes prováveis por coronavírus, embora não tenha havido teste de diagnóstico.

© Agence France-Presse




Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade