fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Mundo

Médico que atuou na cirurgia de separação de Mel e Lis morre de coronavírus

James Goodric, 73 anos, era especialista em gêmeos siameses unidos pelo crânio, caso de Mel e Lis. Ele estava internado há quase uma semana

Avatar

Publicado

em

PUBLICIDADE

O médico americano que orientou a cirurgia de separação das gêmeas siamesas brasilienses Mel e Lis morreu vítima de coronavírus, no domingo (29), em Nova York-EUA. James Goodric, 73 anos, estava há quase seis dias internado.

Goodric era especialista em siameses unidos pelo crânio, caso de Mel e Lis. O médico por profissionais do Hospital da Criança de Brasília para acompanhar o procedimento de quase 30 horas consecutivas, feito em 2019.

O coordenador da equipe que executou a cirurgia nas gêmeas no Hospital da Criança, Benício Oton de Lima, lamentou a morte de Goodric. “Eu o conhecia há mais de 20 anos. Era não só um profissional extremamente qualificado, como se tornou um mentor e amigo. Está sendo muito doído”, diz Benício.

Goodrich integrava o corpo de médicos do Hospital Montefiore Medical Center, em Nova York, e comandava o setor de pediatria da unidade de saúde.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE



Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade