fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Mundo

Líderes mundiais prestam homenagem aos 75 anos do dia D

Lucas Neiva

Publicado

em

Melina e Donald Trump participam das comemorações junto com Emmanuel e Brigitte Macron
PUBLICIDADE

No dia 6 de julho de 1944, mais de 150 mil soldados americanos, britânicos e canadenses desembarcavam na Normandia (França), enfrentando pesada resistência alemã. Esse dia marcou o início de uma grande ofensiva aliada contra a Alemanha nazista, considerada um dos momentos mais importantes da Segunda Guerra Mundial. Hoje, o desembarque completa 75 anos, e é comemorado por autoridades de diversos países como Estados Unidos, Reino Unido e França. As comemorações começaram na véspera, em Portsmouth: cidade inglesa de onde partiram os soldados aliados. Hoje, as comemorações acontecem na Normandia.

A comemoração contou com discurso da rainha. Elizabeth II falou acerca da coragem e heroísmo dos milhares de soldados que lutaram nesse dia: “75 anos atrás, centenas de milhares de soldados, marinheiros e pilotos saíram daqui pela liberdade. Em uma transmissão ao vivo, meu pai, George VI, disse que deles era ‘esperado algo mais do que coragem e resistência. Que era necessário uma renovação de espíritos, uma determinação inconquistável.’ Foi exatamente o que esses bravos homens demonstraram em batalha enquanto o destino do mundo dependia do seu sucesso. Muitos nunca voltaram e o heroísmo, coragem e sacrifício daqueles que perderam suas vidas jamais será esquecido. É com humildade e prazer que em nome de todo o nosso país e de todo o mundo livre que eu digo a todos eles: obrigado”.

Donald Trump também participou das comemorações do dia 5. O presidente americano homenageou os soldados lendo a prece transmitida por Theodore Roosevelt, presidente dos Estados Unidos na época da invasão. Hoje, em comemoração na França, afirmou: “hoje nos lembramos daqueles que caíram, e honramos a todos que lutaram aqui na Normandia. Eles retomaram essa terra em nome da civilização. Aos mais de 170 veteranos da Segunda Guerra Mundial que se juntaram a nós hoje: vocês estão entre os maiores americanos que já viveram. Vocês são o orgulho da nossa nação, a glória da nossa república, e agradecemos a vocês do fundo dos nossos corações”.

Angela Merkel, chanceler da Alemanha, também esteve presente na comemoração na Inglaterra. Sobre o dia D, ela se pronunciou: “foi algo único, uma operação militar nunca antes vista e que, em essência, libertou a Alemanha do Nacional Socialismo. Isso exigiu um incrível sacrifício, centenas de milhares de soldados, um enorme esforço logístico que iniciou algo que pode ser visto hoje com orgulho: a reconciliação e a unificação não só da Europa, mas de toda a ordem mundial pós guerra, que nos trouxe a paz que durou as últimas décadas. E eu, como chanceler da Alemanha, posso estar aqui hoje e dizer que estamos todos juntos pela paz e pela liberdade. Isso é um presente da história, que deve ser protegido e cuidado pelo que foi. Esse é o espírito do que comemoramos hoje.”

Emmanuel Macron, presidente da França, também se pronunciou hoje junto com Donald Trump: “Em nome da França, em nome da nossa nação, eu me curvo diante deles (veteranos) pela sua coragem. Eu me curvo diante do seu enorme sacrifício, dos 37 mil mortos, dos 19 mil desaparecidos, que caíram como heróis nesse lugar na Normandia entre junho e agosto de 1944. E também para aqueles que, por eles, descansam hoje em paz por toda a eternidade.”

 


Leia também
Publicidade
Publicidade
Publicidade