fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Mundo

Líderes mundiais denuncia “cenas vergonhosas” em Washington

“Os Estados Unidos são os defensores da democracia em todo o mundo e agora é vital que a transferência do poder seja feita de forma pacífica e ordeira”, afirmou o Primeiro-Ministro do Reino Unido no Twitter

Avatar

Publicado

em

PUBLICIDADE

O primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, denunciou nesta quarta-feira “cenas vergonhosas” em Washington, após partidários do presidente Donald Trump invadirem o Congresso dos Estados Unidos, e pediu uma “transição pacífica” de poder com o democrata Joe Biden.

“Cenas vergonhosas no Congresso americano. Os Estados Unidos são os defensores da democracia em todo o mundo e agora é vital que a transferência do poder seja feita de forma pacífica e ordeira”, afirmou Johnson no Twitter.

Ministro alemão pede que seguidores de Trump parem de ‘pisotear a democracia’

O ministro alemão das Relações Exteriores, Heiko Maas, exortou nesta quarta-feira (6) os seguidores do presidente americano, Donald Trump, a “deixar de pisotear a democracia” depois que eles invadiram o Congresso americano, em Washington.

“Trump e seus seguidores deveriam finalmente aceitar a decisão dos eleitores americanos e deixar de pisotear a democracia”, tuitou, acrescentando que  “as palavras incendiárias viram ações violentas”.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Chefe da diplomacia europeia denuncia ‘ataque’ sem precedentes à democracia dos EUA

O Alto Representante (chefe da diplomacia) da UE, Josep Borrell, denunciou nesta quarta-feira (6) um ataque sem precedentes à democracia nos Estados Unidos e pediu respeito ao resultado das eleições presidenciais de novembro.

“Aos olhos do mundo, a democracia americana parece estar sob assédio. É um ataque sem precedentes à democracia dos Estados Unidos, suas instituições e o império da lei. Isto não são os Estados Unidos. Os resultados das eleições de 3 de novembro devem ser plenamente respeitados”, afirmou Borrell no Twitter.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Lobby de empresas americanas pede a Trump para ‘pôr fim ao caos’

Um influente grupo de lobby empresarial dos Estados Unidos pediu nesta quarta-feira ao presidente Donald Trump e a outros políticos que ajam para acabar com a ocupação do Capitólio americano por manifestantes inconformados com a derrota republicana nas eleições presidenciais.

“O caos que se desenrola na capital do país é o resultado de esforços ilegais para derrubar os resultados legítimos de uma eleição democrática. O país merece melhor”, afirmou a grupo de empresários, o Business Roudtable, em um comunicado.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

“O Business Roundtable apela ao presidente e a todas as autoridades relevantes para pôr fim ao caos e facilitar a transição pacífica de poder.”

França condena ‘grave ataque contra a democracia’ nos EUA

O ministro francês das Relações Exteriores, Jean-Yves Le Drian, condenou nesta quarta-feira (6) as manifestações e a invasão de partidários do presidente Donald Trump no Capitólio, em Washington, “um ataque grave contra a democracia”.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
>

“A violência contra as instituições americanas é um ataque grave contra a democracia. Eu a condeno. A vontade e o voto do povo americano devem ser respeitados”, tuitou o ministro francês.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE



Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade