Siga o Jornal de Brasília

Mundo

Homem que alegava ser mais velho do mundo cai da cama e morre antes de comprovar idade

Publicado

em

O simpático chileno Celino Villaneuva Jaramillo se preparava para provar que era o homem mais velho do mundo, com alegados 121 anos, mas caiu da cama e faleceu, na última quinta-feira (19). Conforme o site Daily Mail, o idoso teve fratura em três costelas e ele não resistiu pois seus pulmões foram perfurados.

Assim, a pessoa mais ancestral do planeta ainda é, oficialmente, a japonesa Nabi Tajima, de 117 anos, seguida por outro nipônico, Masako Nonaka, 112 anos. Tivesse comprovado sua idade, o chileno Jaramillo também se tornaria o cidadão com maior tempo de vida desde 1997, quando a francesa Jeanne Calment morreu aos 122 anos.

Abaixo, um vídeo gravado por uma de suas cuidadoras quando ele completou 120 anos, em 2016.

http://www.facebook.com/carlito.altamirano.5/videos/991297070982873

Nos últimos 22 anos, Jaramillo vivia com Marta Ramírez, que o acolheu após a casa do idoso ter sido destruída em um incêndio. As chamas foram as responsáveis pela dificuldade do chileno em provar seus 121 anos, pois sua identidade também foi consumida no incidente.

No fim da vida, o homem estava parcialmente cego, devido a cirurgias de catarata, parcialmente surdo e sem dentes, mas era conhecido por ser muito amigável.


Você pode gostar
Publicidade
Publicidade 
Publicidade
  • CHARGE DO DIA

    Charge do dia
Publicidade