fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Mundo

Com críticas à organização, Trump ameaça cortar contribuições dos EUA à OMS

“Vamos colocar em suspensão o dinheiro enviado à OMS”, afirmou o republicano em uma coletiva de imprensa na Casa Branca

Avatar

Publicado

em

PUBLICIDADE

O presidente americano, Donald Trump, sugeriu nesta terça-feira, 7, que poderia rever a quantidade de dinheiro que os Estados Unidos enviam à Organização Mundial da Saúde (OMS). “Vamos colocar em suspensão o dinheiro enviado à OMS”, afirmou o republicano em uma coletiva de imprensa na Casa Branca.

“Não estou dizendo que vou fazer isso, mas vamos analisar”, ponderou Trump, ao ser questionado por repórteres se esse é um bom momento para retirar o financiamento à entidade, em meio à pandemia de coronavírus. “A OMS recebe grandes quantidades de dinheiro dos EUA e temos que dar uma olhada nisso”, reforçou o republicano.

Trump disse que a OMS é “centrada na China” e “parece estar do lado” do país asiático. O republicado afirmou, também, que a entidade mundial foi contra sua decisão de barrar voos da China e “estava errada”.

Topo da curva da pandemia de coronavírus

Donald Trump ainda afirmou que o país pode “estar chegando ao topo da curva” dos casos de coronavírus. Em coletiva de imprensa na Casa Branca, o republicano voltou a dizer que os americanos vivem semanas difíceis por causa da pandemia. “Esta será a semana mais difícil”, declarou. Trump disse, também, que a contagem de casos de coronavírus nos EUA é “muito precisa”.

O presidente americano se mostrou confiante sobre a recuperação econômica do país e disse que o dólar “está muito forte” e que “as pessoas estão investindo no dólar”. O republicano afirmou, ainda, que é a favor de um corte de impostos sobre folhas de pagamento nos EUA.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Estadão Conteúdo


Leia também
Publicidade
Publicidade
Publicidade