fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Mundo

Cerca de cem migrantes à deriva no Mediterrâneo, diz OIM

“Cerca de 95 migrantes estão à deriva no Mediterrâneo central e podem se afogar após terem tentado fugir da Líbia”, alertou em um tuíte a agência da ONU

Avatar

Publicado

em

2 de janeiro de 2016 - Imigrantes são resgatados no mar Mediterrâneo próximo à costa da Líbia Foto: Yannis Behrakis/Reuters
PUBLICIDADE

Um navio com quase cem migrantes, que tentam atravessar o Mediterrâneo da Líbia até a Europa, está à deriva e pode naufragar, alertou nesta segunda-feira (27) a Organização Internacional para as Migrações (OIM).

“Cerca de 95 migrantes estão à deriva no Mediterrâneo central e podem se afogar após terem tentado fugir da Líbia”, alertou em um tuíte a agência da ONU, que não forneceu mais detalhes.

“Os governos e as embarcações têm a obrigação legal e moral de responder a qualquer pedido de ajuda no mar”, destacou a OIM.

Mais de 100.000 migrantes tentaram atravessar o Mediterrâneo em 2019 e mais de 1.200 perderam a vida em alto mar, segundo a ONU.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A chegada do verão e a melhora das condições marítimas favorecem um aumento das tentativas dos migrantes que fogem da Líbia, um Estado falido após a queda do regime de Muammar el Khadaffi.

A situação dos migrantes piorou ainda mais com o coronavírus e o início de uma ofensiva sobre a capital Trípoli de parte das tropas do general Khalifa Haftar, que controla o leste da Líbia e enfrenta o governo reconhecido pela ONU.

O número de migrantes que partem das costas da Líbia triplicou entre janeiro e abril de 2020, em comparação com o mesmo período do ano passado, de acordo com a ONU.

© Agence France-Presse

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE



Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade