fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Mundo

Busca de avião militar chileno continua sem encontrar vestígios

A aeronave foi declarada “danificada” sete horas após o incidente. O avião tinha combustível para permanecer no ar até 0H40 de terça-feira

Avatar

Publicado

em

Foto: Joel Estay/AFP
PUBLICIDADE

A busca da aeronave da Força Aérea do Chile (FACH) que desapareceu na segunda-feira com 38 pessoas a bordo quando seguia para a Antártica continua nesta quarta-feira, sem qualquer resultado positivo, anunciaram as autoridades.

Quinze aviões e cinco barcos participam na operação de busca do avião Hércules C-130, afirmou o comandante da la IV brigada aérea, Eduardo Mosqueira.

“Toda a FACH e as Forças Armadas estão colocando o apoio e esforço para procurar o C-130 desaparecido”, afirmou à imprensa na base aérea de Chabunco, na cidade de Punta Arenas, 3.000 km ao sul de Santiago.

O avião militar, com 38 pessoas a bordo – 21 passageiros e 17 tripulantes – decolou às 16H55 de segunda-feira de Punta Arenas, no extremo austral do Chile, rumo à base Eduardo Frei na Antártica e perdeu comunicação por rádio às 18H13, segundo a FACH.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A aeronave foi declarada “danificada” sete horas após o incidente. O avião tinha combustível para permanecer no ar até 0H40 de terça-feira.

“Ainda não temos novos antecedentes, mas estamos fazendo todos os esforços possíveis para localizar o avião”, declarou a porta-voz do governo, Karla Rubilar.

Os trabalhos de busca foram ampliados a uma área maior nesta quarta-feira, infomrou Mosqueira.

As operações contam com militares do Chile, Argentina, Uruguai, Brasil e Estados Unidos. No avião estavam 17 tripulantes e 21 passageiros, incluindo 15 oficiais da Força Aérea chilena, três do exército, dois da empresa privada de construção Inproser e um funcionário da Universidade de Magallanes.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

As pessoas viajavam para cumprir tarefas de apoio logístico na base Eduardo Frei, a maior do Chile na Antártica: a revisão do oleoduto flutuante de abastecimento de combustível da base e o tratamento anticorrosivo das instalações.

O papa Francisco enviou uma mensagem de “proximidade” e apoio aos chilenos após o desaparecimento do avião que seguia para a Antártica, informou o Vaticano.

“O Santo Padre segue de perto as notícias que chegam deste país amado sobre a perda de contato com o avião da Força Aérea que seguia para rumo à Antártica”, escreveu em um telegrama o cardeal secretário de Estado, Pietro Parolin.

Na mensagem, o pontífice expressa a “proximidade espiritual com o povo chileno e todas as famílias” e “reza ao Senhor para que conceda esperança neste momento de incerteza e ajude os trabalhos de busca os que colaboram neles”.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

 

Agence France-Presse




Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade