Siga o Jornal de Brasília

Mundo

Brasileira com criança de colo é morta a facadas em Londres

Da Redação, com agências
[email protected]

Uma brasileira de 39 anos, Aliny Mendes, foi morta a facadas em uma movimentada rua no sudoeste de Londres, capital da Inglaterra, por volta das 14h (horário de Brasília) deste sábado (9). As informações são da mídia local, que cita o Inspetor-chefe da Polícia de Surrey, condado onde o crime aconteceu, Michael Hodder, para afirmar que o suspeito provavelmente era conhecido da vítima.

Ainda conforme o oficial, um homem teria saltado de uma caminhonete preta, abordado a mulher na calçada e então esfaqueado a brasileira. A ação não teria durado mais que alguns segundos, pois mesmo com várias testemunhas o assassino fugiu antes de as pessoas entenderem o ocorrido.

Mãe dedicada

O portal DailyMail afirma que Aliny tinha quatro filhos e foi morta no trajeto para buscar dois deles na escola. Ela estaria carregando o caçula, uma criança de colo, no momento do crime, mas ela não teria sido ferida. Uma hora após o crime, um suspeito foi preso em um centro comercial do bairro de Cheam, nas redondezas do local do homicídio (veja abaixo), mas ainda não há maiores informações. Posteriormente, outra pessoa supostamente ligada ao crime foi presa pelas autoridades.

Reprodução

O jornal Metro entrevistou um padre da igreja St. George, no bairro de Epsom, onde a brasileira morava até um mês atrás, antes de se mudar para o sul de Londres. Segundo ele, a mulher fazia parte da comunidade católica da região, era bastante alegre, mas teve de deixar o antigo lar após se separar do marido. Na matéria, o padre cita que ela fora para uma casa “protegida”, sem especificar o motivo.

Sobre a possibilidade de o assassino ser o ex-marido da brasileira e ter se tratado de um feminicídio, o chefe Hodder foi cauteloso ao responder para o Metro. “Entendemos que existirão várias questões sobre o ocorrido, que tentaremos responder assim que pudermos, e pedimos para as pessoas não especularem”, disse, conforme o periódico inglês.

Conhecidos da vítima e outros membros da comunidade religiosa do bairro prestaram homenagens a Aliny. Eles espalharam flores no local do crime e promovera rodas de orações.

Aguarde Mais Informações

 

Você pode gostar
Publicidade