fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Mundo

Biden confirma nomes para seu gabinete, mas não comenta escolha para Tesouro

Para secretário de Estado, cargo responsável por comandar as relações exteriores americanas, foi confirmada a escolha de Antony Blinken

Avatar

Publicado

em

PUBLICIDADE

O presidente eleito dos Estados Unidos, Joe Biden, e sua vice-presidente, Kamala Harris, apresentaram nesta terça-feira, 24, os primeiros nomes para compor o Gabinete da Casa Branca a partir de 2021. Eles, entretanto, não fizeram menção à escolha para o Tesouro, que segundo fontes ficará sob o comando da ex-presidente do Federal Reserve, Janet Yellen.

Para secretário de Estado, cargo responsável por comandar as relações exteriores americanas, foi confirmada a escolha de Antony Blinken. A decisão indica que a política externa dos EUA retornará ao multilateralismo, em contraste com o perfil combativo do atual secretário de Estado, Mike Pompeo. Ainda no âmbito da diplomacia, a chapa Biden-Harris indicou Linda Thomas-Greenfield ao cargo de embaixadora americana na Organização das Nações Unidas.

Biden e Harris também confirmaram a criação do cargo de Enviado Presidencial do Clima, sinalizando a maior importância que terá o debate ambiental durante a nova gestão. O escolhido foi o ex-secretário de Estado John Kerry, que durante discurso após sua indicação afirmou que, para enfrentar a mudança climática, “não será suficiente que os EUA apenas voltem ao Acordo de Paris”.

Para as posições da segurança nacional dos EUA, os indicados foram o ex-diretor do Serviço de Cidadania Americana e Imigração Alejandro Mayorkas, que chefiará a Secretaria de Segurança Nacional, Avril Haines, que será diretora de Inteligência Nacional, e Jake Sullivan, que ocupará o cargo de Conselheiro de Segurança Nacional.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Todas as indicações deverão passar por sabatina no Senado americano antes de tomar posse.

Estadão Conteúdo

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE



Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade