Siga o Jornal de Brasília

Gastronomia

Nadal reclama do calendário de torneios de saibro

Publicado

em

Advertisements

O espanhol Rafael Nadal vem dominando o circuito de saibro desde o ano passado, mas, mesmo tendo apenas 19 anos, não está imune ao cansaço. Tanto que o número dois do mundo, que no último domingo (14/5) venceu o Masters Series de Roma após cinco horas de batalha contra o suíço Roger Federer na decisão, desistiu de participar do Masters Series de Hamburgo nesta semana por não ter condições físicas.

Federer, líder do ranking mundial, tomou a mesma decisão. Hoje, Nadal aproveitou para pedir uma revisão no calendário profissional. “Isso não pode continuar assim. Não é normal que torneios tão importantes sejam jogados em um período tão curto”, afirmou o espanhol.

“Estou cansado, as costas estão duras e os músculos carregados. Por isso, os riscos de uma lesão são muito grandes. Se trata de evitar uma lesão em geral, como disse meu fisioterapeuta, apesar de que, como todos sabem, o que mais gosto é jogar”, continuou. 

“Não é possível que três torneios tão importantes como Monte Carlo, Roma e Hamburgo sejam jogados em seqüência e pouco antes de Roland Garros. Não se pode seguir priorizando sempre os jogadores de superfícies rápidas e acredito que a ATP deve estudar uma mudança. Porque não pode haver dois ciclos de saibro, quando os de superfície rápida têm três?”, questiona o espanhol. 

Nadal venceu cinco dos seis jogos que disputou contra Federer, e o Masters de Hamburgo era uma chance que o espanhol tinha de se aproximar ainda mais do topo do ranking mundial. Agora, Nadal se concentra na preparação para Roland Garros, do qual é o atual campeão. Se conseguir mais uma vitória no saibro, o tenista chega ao 54º triunfo consecutivo na superfície, marca jamais estabelecida na história.


Você pode gostar
Publicidade