Siga o Jornal de Brasília

Gastronomia

Cem pessoas envolvidas com prostituição ilegal são presas na Alemanha

Publicado

em

A polícia alemã prendeu cerca de 100 pessoas na última noite, envolvidas com prostituição ilegal. As autoridades das regiões de Hesse, de Rhineland-Palatinate, de Baden-Wuerttemberg e da Bavaria interrogaram diversas pessoas que trabalham com sexo sem o "registro" obtido no país.

A prostituição na Alemanha é garantida por lei, um negócio que envolve 400 mil pessoas. As profissionais pagam impostos ao governo e recebem benefícios sociais, como qualquer outro cidadão.

Volker Bouffier, ministro do interior de Hesse, declarou que estão sendo tomadas medidas para conter a preocupação de organizações que defendem os direitos humanos e de outros grupos de que haveria um fluxo de mulheres, principalmente do Leste Europeu, para trabalharem como prostitutas durante a Copa da Alemanha.

Importantes entidades de defesa dos direitos humanos, como a Anistia Internacional, por exemplo, já pediram que as autoridades alemãs fiscalizem com rigor as atividades de prostituição durante a Copa do Mundo. Mais de 3,5 milhões de pessoas são esperadas para o evento.

 


Você pode gostar
Publicidade