Siga o Jornal de Brasília

Gastronomia

Bruno Veloso é muito mais que o bolo de churros

Confeiteiro mostra criações de técnica apurada em sua primeira loja, na 201 Sul

O ano era 2010 e o confeiteiro Bruno Veloso tinha acabado de chegar de uma temporada na Austrália quando criou o Bolo de Churros, aquele que vem com dois andares, recheio de doce de leite e tubinhos de massa frita fazendo uma espécie de cinturão decorativo.

A primeira versão foi elaborada a pedido de uma amiga. A segunda viralizou nas redes sociais depois de despertar a atenção do blogueiro Hugo Gloss.

Fotos: Luciana Barbo

Daí por diante, o bolo de churros fez a fama do confeiteiro. Chegou ao ponto de ter emissoras de TV disputando o moço para que ensinasse a receita em programa de culinária. 

A comoção em torno dessa receita passou, mas, mesmo antes disso acontecer, Bruno investiu tempo e dinheiro para aperfeiçoar o conhecimento sobre confeitaria, adquirido inicialmente no curso de gastronomia do Iesb.

Passou pela famosa escola de chocolate de Chicago e fez uma pós-graduação em administração para ganhar bagagem como empresário. A partir daí, a missão era encontrar um ponto em que pudesse abrir a sua loja.

O desejo saiu do papel em fevereiro deste ano, quando inaugurou a Bruno Veloso Patisserie, na 201 Sul. O lindo e acolhedor projeto de Gabriela Gontijo deixa de lado a ostentação para focar nos produtos. Não, lá não tem o Bolo de Churros, mas esse pode ser encomendado. Em seu lugar, há doces estupendos.

Hazelnut Caramel, um dos doces mais pedidos de Bruno Veloso

Hazelnut Caramel, um dos doces mais pedidos de Bruno Veloso

O que comer

Provei a tortinha cremosa chamada de Hazelnut Caramel (foto acima), na qual é possível sentir várias texturas como o crocante da base de amêndoas e avelãs e a cremosidade das mousses de creme e de chocolate meio amargo. Por cima vai uma inusitada glaçagem azul cobalto (R$ 22). Os chocólatras vão gosta das Intense (foto abaixo), uma combinação de vários preparos em diversas graduações de cacau.

 

Os bombons são outra atração da vitrine. Caramelo salgado, baunilha, pralinê com ganache de pistache e com avelã e geleia de framboesa são alguns dos sabores disponíveis para serem degustados com espresso (R$ 6).

Bruno Veloso usa chocolates belgas e outros ingredientes de qualidade superior em seus preparos

Bruno Veloso usa chocolates belgas e outros ingredientes de qualidade superior em seus preparos

Outra companhia para a bebida é o macaron, encontrado em pistache, limão siciliano e frutas vermelhas. Poucas casas da cidade fazem essa receita com maestria e aqui ela tem tratamento diferenciado. 

Ainda há verrines, em pequenas porções com camadas de iogurte grego com morango e geleia de framboesa, e de manga com cardamomo. Bombons, macarons e verrines saem a R$ 5, a unidade.

Para não dizer que a casa não tem nada salgado, figura timidamente na prateleira frontal o nosso querido pão de queijo. Bruno está estudando a possibilidade de acrescentar em breve alguns croissants. 

Para quem quer ter os doces em festas e eventos, é possível encomendá-los com 48 horas de antecedência. De qualquer maneira, vale uma visita à confeitaria primeiro para já ter uma prova das delícias, afinal a casa te selinho #lubarboindica.

Serviço:

Bruno Veloso Pâtisserie
CLS 201, bloco A, loja 5
Telefone: (61) 3223-2067
Funciona de segunda a sábado, das 12h às 20h.
No Instagram: @brunovelosopatisserie

Publicidade
Publicidade
  • CHARGE DO DIA