Siga o Jornal de Brasília

Gastronomia

Acervo Café: por que você deve visitar esse lugar no Guará?

Publicado

em

Publicidade

Aos 23 anos, Paulo Lins desobedeceu alguns dos conselhos mais importantes que qualquer consultor de empreendedorismo daria a um jovem ávido pelo próprio negócio. Sem planejamento ou conhecimento aprofundado sobre o segmento em que desejava atuar, ele abriu em maio de 2017 o Acervo Café. Para destoar ainda mais, o instalou num espaço inusitado: uma academia de lutas, na QE 40 do Guará 2, tornando-se vizinho de comércios diversos e de inúmeras oficinas mecânicas.

Bolos são receitas da mão de Paulo Lins (Fotos: Luciana Barbo)

Sua capacidade inicial atendia a poucas pessoas, que sentavam nos limitados lugares do único sofá ou mesmo no meio-fio. Dois grãos de cafés selecionados por ele em outras cafeterias da cidade se tornavam bebidas depois de moídos em instrumento manual e passados por Aeropress, Hario V60 ou Chemex. As técnicas para fazer a melhor extração ele também aprendeu em visitas diárias a endereços já consagrados.

Para comer, havia pão de queijo e a coffee cake, torta a qual ele atribui o sucesso do empreendimento. A receita, criada meio que de improviso por sua mãe há 18 anos, passou por alguns upgrades até chegar à fórmula atual e, inclusive, arrebatou o 3º lugar como o melhor doce de Brasília, na edição 2018 da revista Veja Beber & Comer.

Quatro meses depois do impulso de abrir a casa (sim, ele tomou a decisão e três dias depois já estava servindo doses de café), Paulo mudou sua cafeteria para a sobreloja do prédio onde fica a academia e que é de sua família. A decoração foi sendo concebida por ele mesmo, com objetos e móveis garimpados em sites de artigos usados e até em ferros velhos.

O proprietário acrescentou um buraco em uma das paredes em busca de mais luz para o balcão

O senso estético e o bom gosto do rapaz impressionam, tanto que o lugar se tornou cobiçado não somente pelos atributos gastronômicos, mas também pelas possibilidades de se produzir lindas fotos para ilustrar as mídias sociais da clientela. E olha que as paredes são cheias de rachaduras e escoriações. Uma apresenta até um enorme buraco.

Ambiente desconstruído mistura móveis de segunda mão e comprados novos

A cada dia, Paulo acrescenta novidades ao ambiente do Acervo Café

Mas o que leva as pessoas a irem até o Guará para conhecer o Acervo Café? Paulo diz que a propaganda boca a boca ajudou na divulgação. “As pessoas se sentem bem aqui. Vêm por indicação de quem já é cliente e saem satisfeitas”, decreta ele.

Confesso que demorei a ir ao local. E quando estive lá pela primeira vez, as expectativas eram altas, não somente por já ter lido algumas opiniões positivas a respeito, mas também pelo perfil bem cuidado no Instagram. Assim como outros clientes, não me decepcionei.

O menu

Mais do que a torta de chocolate com café (R$ 12), também vale a pena provar o bolo de cenoura (R$ 16) e o mais novo queridinho, o bolo de banana com doce de leite e farofa crocante (R$ 19), servido apenas aos fins de semana. Na parte salgada, o item mais cobiçado é a torta cremosa de frango (R$ 14). Mas o Pan com Tomates (R$ 15) também é bastante convidativo, assim como o gnocchi (R$ 32). Ambos são vegetarianos. Vale dizer que a mãe do Paulo continua a ser a responsável por toda a comida da casa. Também ajuda o filho na administração.

Torta de frango com massa podre bem delicada e recheio cremoso

Coffee cake: receita improvisada virou hit da casa

O bolo de banana com doce de leite e farofa crocante é servido aos fins de semana

Ele cuida da curadoria da carta de cafés, que também cresceu. Agora são seis grãos disponíveis (três brasileiros e três importados), que mudam todo mês. Em janeiro, uma das atrações é o Bourbon Barrel Aged, do Moka Club. Produzidos na região de Alta Mogiana, os grãos da variedade Tupi são maturados em barris de whisky de milho e apresentam notas de baunilha e carvalho.

Várias formas de extração de café, como Havio V60, espresso e Aeropress são oferecidas aos clientes

Já o El Pital é da variedade Pacamara, produzida em El Salvador e torrada na Dinamarca. Tem notas de açúcar mascavo, maçã e ameixa. Os valores das doses dependem do método e da quantidade. Podem variar entre R$ 9 e R$ 36 (no caso da extração com gin).

Enfim, se você gosta de bons cafés, comida “feita com amor” e de uma experiência única e autêntica, apenas prove. Garanto que vai virar cliente assíduo, mesmo se morar longe dali.

Confira:

QE 40, conjunto H, lote 18, sobreloja
Funciona de quarta a domingo, das 15h às 23h.
No Instagram: @acervocafe

 

Por Luciana Barbo
E-mail: contato@lucianabarbo.com.br
Instagram: @lucianabarbo


Você pode gostar
Publicidade