Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Moda

Coleção pessoal de Hubert de Givenchy é leiloada em Paris por € 114 milhões

Cerca de 800 lotes principais, desde pinturas ou esculturas de mestres, até móveis Régence do século XVIII, foram propostos

Cerca de 800 lotes principais, desde pinturas ou esculturas de mestres, até móveis Régence do século XVIII, foram propostos Foto/Reprodução

A coleção pessoal do estilista francês Hubert de Givenchy, que morreu em 2018, foi leiloada por mais de 114 milhões de euros em Paris, o dobro de sua estimativa de base, anunciou nesta segunda-feira (20) a Christie’s, que organizou a venda. 

Cerca de 800 lotes principais, desde pinturas ou esculturas de mestres, até móveis Régence do século XVIII, foram propostos durante os quatro leilões físicos de 14 a 17 de junho. Dois leilões de 478 lotes menores terminarão na quinta-feira.

Os leilões físicos totalizaram € 114,4 milhões (a estimativa base era de € 50 milhões), estabelecendo 19 recordes mundiais de móveis antigos de David Roentgen, Domenico Piola e Piero Dorazio, disse a Christie’s em comunicado. 

O lote estrela, “La Femme Qui Marche”, de Alberto Giacometti, foi vendido por 27 milhões de euros, tornando-se a obra mais cara leiloada na França desde o início do ano. 

Cinco dos lotes foram vendidos por mais de 5 milhões de euros e incluíam obras de Joan Mirò e Pablo Picasso. Nesses leilões participaram compradores de todo o mundo, sendo 58% da Europa e Oriente Médio, 30% das Américas e 12% da Ásia.

©Agence France-Presse

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE








Você pode gostar