Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Estilo de Vida

Esperma como tratamento de pele? Dermatologista alerta para perigos de nova mania do TikTok

A influenciadora Kelly Zolanski, 26, de Nova Iorque (Estados Unidos), tem deixado dermatologistas preocupados com sua técnica compartilhada esta semana na plataforma

Reprodução/Tiktok

A influenciadora Kelly Zolanski, 26, de Nova Iorque (Estados Unidos), tem deixado dermatologistas preocupados com sua técnica compartilhada esta semana na plataforma de vídeos TikTok.

A influencer de beleza afirmou que economiza com tratamentos de pele utilizando o sêmen de um amigo para hidratar a pele do rosto.

Ao Daily Mail, a nova iorquina contou ter se inspirado a usar o material depois de assistir a um vídeo sobre a quantidade de “nutrientes e proteínas” que o esperma possui. Desde então, ela mistura o “produto natural grudento” com hidratante e aplica na pele junto a um creme para disfarçar o odor.

Para a dermatologista membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) e sócia da Clínica Harmonie, Clarissa Borges, o vídeo feito por Kelly foi irresponsável, pois, além de não haver indícios de seu benefício para a pele, o sêmen pode ser responsável por transmitir infecções para a região aplicada. “Fora as inúmeras alergias que ele pode causar”, alertou a médica.

O vídeo já acumulou mais de 3 milhões de visualizações no TikTok, com mais de 300 mil curtidas e 12 mil comentários. “São números preocupantes, pois significa que muitas pessoas foram expostas a um método extremamente inadequado. Quantas delas irão testar isso em casa e terão consequências dermatológicas? Essa é a nossa maior preocupação”, relatou a especialista.








Você pode gostar