Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Dicas das vizinhas

A vida familiar durante a pandemia: Fazendo da nossa casa um verdadeiro lar

Veja como transformar completamente sua casa e fazer dela um verdadeiro lar

A vida familiar durante a pandemia: Fazendo da nossa casa um verdadeiro lar

Prazer, vizinhas!

Sou a Marcia, também conhecida como @marcinhasantanna para quem me conheceu por meio do Instagram ou conviveu comigo durante minha infância. Sou também uma das administradoras do @encontrodevizinhasbsb que é um encontro anual para as influencer’s voltadas para o nicho de casa/lar, onde aliamos momentos de diversão, descontração e aprendizado mútuo e que devido dois fatores: a grandiosidade desse encontro que surgiu em 2019 e pela valorização da nossa comunidade brasiliense, nos fez ganhar essa coluna – Dicas das Vizinhas – aqui no Jornal de Brasília. Portanto, sim, sou uma influencer brasiliense em busca de ser notada! (Risos)

Eu sempre gostei de ficar em casa. É bem verdade que aproveitei bastante cada etapa da minha vida, mas a chegada da pandemia me fez rever conceitos e entender melhor o verdadeiro significado da palavra lar.

Em 2020 fomos surpreendidos pela clausura do isolamento. Um vírus totalmente novo nos fez repensar nossos atos e ações, cortando bruscamente toda e qualquer manifestação de convívio extra lar. E foi exatamente essa parte da vida que me fez voltar ainda mais meu olhar pelo meu lar.

Sempre idealizei poder ter minha casa e arrumá-la de acordo com meu gosto e possibilidades financeiras. Atualmente, moro em um apartamento próprio mas é um apartamento antigo e devido outras prioridades financeiras, não tivemos a opção de reformá-lo todo de uma vez, mas começamos a nos organizar aos poucos e estamos investindo em mudar um ou dois cômodos por ano.

Se é que essa pandemia teve lados positivos, certamente um deles foi o de entender que investir na nossa casa, na formação de ambientes agradáveis, inteligentes e funcionais são mais que necessários.

Sou servidora pública e meu marido é celetista. Com esses vínculos de trabalho nunca imaginamos que possuir um escritório em casa seria tão necessário quanto tem sido com a rotina do trabalho remoto. Claro que não foi o melhor momento (exatamente pela conjuntura da pandemia) para criarmos esse novo ambiente aqui, tendo em vista todo o desconforto e riscos de receber os trabalhadores em casa, mas nos vimos sem opção para podermos realizar nosso trabalho rotineiro com mais qualidade e menos danos posturais/ergonométricos.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Aproveitamos, portanto, para reformar os dois ambientes mais utilizados por nós nesses últimos tempos: o quarto de TV que foi transformado em um escritório e o nosso quarto de dormir, para que ele se tornasse ainda mais agradável e aconchegante!

Então, se me permitem uma dica sobre isso é: invista no seu lar! Faça pequenas e/ou grandes mudanças! Mas mude para fazer da sua casa um lar! Caso você não tenha se organizado financeiramente para realizar uma reforma, existem outras opções no mercado para deixar o lar do nosso estilo, sem gastar tanto. Se você tem o dom de realizar “DIY” – Do It Yourself (em português: faça você mesmo), aproveite as inspirações que existem nos mais variados site de vídeos ou redes sociais: recicle e refaça objetos. Existem muitas coisas que podemos transformar em objetos úteis e funcionais. Se você é artesão ou possui dons artesanais, invista em colchas, almofadas, mantas, quadros, bancos, mesas e demais assessórios que sejam importante e úteis para você. Às vezes, temos alguns objetos guardados que aparentemente estão velhos, parados, mas que possuem uma memória afetiva tão grande que não conseguimos nos desfazer e, o pior, ficam sem utilidade dentro dos armários. Dê a eles um lugar de destaque na sua casa: pinte, borde, traga cor, luz e com isso você gera uma nova energia para ele! Eu, particularmente, acho tão bonito um objeto retrô em uma decoração mais moderna! Se você não possui dons manuais, então procure os brechós e antiquários da nossa cidade, pois eles costumam ter um bom custo x benefício, além de você estar investindo em um objeto praticamente exclusivo!

Ahh! E nunca se esqueça dessa frase de Brooke Sailer que, por sinal, eu gosto muito: “Cuidar bem do lar é uma aptidão. E a boa notícia para nós é que aptidões podem ser aprendidas”.

E agora? Quais motivos você vai elencar para não trazer uma vida nova para seu lar? Eu garanto que tomar gosto pelo lar é um caminho sem volta! Aproveita esse momento difícil e volte-se mais para sua casa, para seu lar, para os familiares que ali residem e por meio desse olhar mais apurado você vai entender a diferença entre ser apenas uma casa ou ser um verdadeiro lar!

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Caso você tenha gostado desse texto, da minha forma de pensar, escrever e ver a vida, vem me conhecer um pouquinho mais no Instagram: @marcinhasantanna. Lá eu compartilho parte do meu dia a dia e principalmente do meu lar.

E para concluir, seguem algumas fotos de algumas mudanças que aconteceram no meu lar, durante esse período de pandemia. Espero que gostem e que possa servir de inspiração para quem quer começar a mudar sua casa mais não sabe exatamente como ou por onde começar!

Sala

Quarto

Escritório

Obrigada pela atenção e até a próxima!

Com carinho,
Marcinha Sant’Anna.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE








Você pode gostar