Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Entretenimento

Wanessa Camargo nega saudade da juventude: ‘Hoje, me olho com mais carinho’

Prestes a lançar clipe, cantora diz que ‘abstrai’ interesse do público por sua vida pessoal

Por FolhaPress 20/05/2022 4h03
Foto|Reprodução

Não é fácil ser famosa. Wanessa Camargo, 39, que o diga. Filha mais velha de Zezé Di Camargo e Zilu Godoi, a cantora mal assinou o divórcio de um relacionamento de 17 anos com o empresário e pai de seus dois filhos, Marcus Buaiz, e já convive com os rumores de um revival com o ator e agora militante vegano Dado Dolabella.

No meio do turbilhão na vida pessoal, ainda precisa focar no lançamento do primeiro clipe do projeto “Pai & Filha”, álbum em parceria com Zezé, lançado em 2021. Wanessa sabe que sempre despertou a curiosidade das pessoas mais pela sua vida pessoal do que pelo trabalho. E diz que aprendeu a abstrair.

“O ser humano prefere se desligar da sua própria vida com o olhar para a vida alheia. Mas esse é um jogo que eu não jogo”, afirma. Prestes a completar 20 anos de carreira, ela quer falar sobre trabalho e se diz animada com o recém-lançado clipe de ‘Daqui a 20 anos’. “O meu pai me mostrou essa música e eu me apaixonei de cara. O escolha do repertório de ‘Pai & Filha foi nessa linha: músicas que tivessem a ver comigo e com o meu pai”, admite.

Em 2007, Wanessa e Zezé chegaram a cantar juntos em turnê. Só que agora, 15 anos depois, a dupla decidiu investir em um “projeto mais envelopado e robusto”. A ideia partiu dele. “Nós ficamos mais próximos durante a pandemia. Achamos que era o momento ideal de trabalharmos juntos”.

Wanessa não esconde que está empolgada com o fim do isolamento e com a volta das apresentações pelo Brasil afora. Mas deu-se um limite. “Desde que me tornei mãe, escolhi de diminuir a carga de shows. Quero fazer poucos e bons”, pontua. “Não quero estar longe dos meus filhos. A minha carreira é muito importante, mas os meus meninos (José, 10, e João, 7 anos), são prioridade”.

Ela completa 40 anos em dezembro e jura que não tem saudades de quando era mais jovem. Sente-se ótima. “A postura diante do mundo é o ‘x’ da questão para qualquer pessoa, independente da idade”, diz a cantora, que, pelo contrário, vê positivamente o passar dos anos e o amadurecimento que ele traz.

“Fico me observando, e percebo que hoje me olho com mais acolhimento, carinho, sabendo que sou um ser suscetível. Posso errar para poder aprender com o erro e ser melhor”.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE








Você pode gostar