Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Entretenimento

Os bastidores da Revolução Cubana chegam ao streaming, em documentário inédito

A Revolução e o Mundo”, que chega ao streaming através do Curta!On, plataforma do Curta! disponível no NOW, da NET / Claro

Cuban Ldr. Fidel Castro, wearing uniform, during Soviet ldr. Mikhail S. Gorbachev’s visit. (Photo by Dirck Halstead/The LIFE Images Collection/Getty Images)

Em meados do século XX, uma pequena ilha do Caribe se tornaria o centro das atenções mundial e um dos territórios mais disputados pelas potências participantes da Guerra Fria. E tudo começou com uma revolução que mudaria totalmente as Américas. Essa história, que se estende até hoje, é tema do documentário francês “Cuba, A Revolução e o Mundo”, que chega ao streaming através do Curta!On, plataforma do Curta! disponível no NOW, da NET / Claro.

Portrait of the revolutionist Fidel Castro, Prime Minister and President-to-be of the Council of State of the Republic of Cuba. 1950s (Photo by Sergio Del Grande/Mondadori via Getty Images)

O filme traz uma nova perspectiva da história: dessa vez, ela é contada por quem teve um papel-chave ao longo do processo revolucionário e suas decorrências. Os entrevistados foram dirigentes, membros dos serviços de inteligência, diplomatas cubanos, norte-americanos e russos; e, reunidos, revelam os bastidores do governo de Fidel Castro.

Além dos depoimentos, o documentário – dividido em duas partes – exibe um vasto acervo de imagens históricas. Estão ali entrevistas, pronunciamentos, cenas de Castro e seus aliados, além de registros dos conflitos e do cotidiano dos moradores da ilha.

A primeira parte do filme, dirigida por Mick Gold, fala da própria revolução, que se inicia na famosa batalha de Sierra Maestra — quando Che Guevara, Fidel Castro e demais guerrilheiros tomam o poder, em 1959. Em seguida, aborda os primeiros desdobramentos; entre eles, a instabilidade política e econômica que se seguiu à reação dos Estados Unidos e a resistência cubana às tentativas de invasão por parte daquele país.

O longa revela detalhes das negociações que trouxeram e retiraram – após a derrocada do bloco socialista – o respaldo soviético à ilha, tratado como uma forte interferência das potências orientais no Ocidente, em plena Guerra Fria. Também mostra o impacto e a influência cubana em outros países, como a Argélia, inspirando revoluções e guerrilhas. “Cuba, com apenas 110 mil km², se comporta quase como uma grande potência”, conta Oleg Darusenkov, diplomata russo, um dos entrevistados do filme.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
Cuban Ldr. Fidel Castro, wearing uniform, during Soviet ldr. Mikhail S. Gorbachev’s visit. (Photo by Dirck Halstead/The LIFE Images Collection/Getty Images)

Na segunda parte, o espectador se encontra com a realidade de Cuba após a Guerra Fria, marcada pelo fim do apoio soviético e, ainda, pelo embargo econômico, comercial e financeiro imposto pelos Estados Unidos. Cuba, agora, é uma ilha mais desenvolvida que as vizinhas, mas que enfrenta centenas de desafios. “Cuba, A Revolução e o Mundo” também será exibido no canal Curta!, na Sexta da Sociedade, 16 de abril, às 23h.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE






Você pode gostar