Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Música

Multi-instrumentista se destaca nacionalmente com álbum Lado Alado – Ao Vivo, uma ode a sua capital federal

Radicado em Brasília, Paulo Lessa mescla ritmos em 14 canções que compõem o EP e refletem uma nova música popular produzida no Distrito Federal

Foto|Thaís Mallon

Com mais de 10 anos de música/estrada, o compositor, arranjador, violonista, gaitista radicado em Brasília, Paulo Lessa (32), virou referência dentro da nova Música Popular Brasileira. E é com toda uma bagagem e talento que ele conquistou Brasília e o País ao apresentar na capital federal, em São Paulo (SP) e em Belo Horizonte (MG) o álbum Lado Alado – Ao Vivo, em 2021. Com 14 músicas, sete inéditas, o álbum traz em seu repertório a mistura da cidade classicamente urbana com os elementos da natureza nas letras e na sonoridade que mescla ritmos, instrumentos, arranjos, efeitos e sonoplastia. 

E quem quiser conferir as canções que contam com ritmos diferentes e fazem uma ode a capital federal, Lessa acaba de lançar gratuitamente o álbum que fez sucesso nacional. Para conferir, basta acessar: https://open.spotify.com/album/5GxcyuALU6pcLUWOFhap3r?si=SsIjoJX7Sl6F4Amw56YZAg&nd=1. Gratuito. Livre para todos os públicos.

“Lado Alado é um álbum autoral de 2018 que continha dez músicas. No ano passado (2021), gravamos mais sete inéditas, entre elas Feito Ave no projeto Lado Alado – Ao Vivo. Fizemos 13 transmissões por três estados do Brasil. Agora, celebramos a grande estreia do álbum em abril de 2022, aniversário da nossa capital federal”, declara, feliz, o compositor.

O Lado Alado de Lessa

Radicado em Brasília desde 1998, o capixaba Paulo Lessa ingressou no universo musical bem jovem e começou a atuar profissionalmente em 2009, aos 20 anos, na capital federal. Graduado em música pela Universidade de Brasília (UnB), ele é idealizador do Manual da Gaita Cromática, um livro didático único voltado para o desenvolvimento musical a partir do instrumento. O artista, de 32 anos, se tornou uma importante referência na nova geração da MPB por inovar em suas letras, interpretações e composições.

O talento resultou no trabalho Lado Alado, uma obra musical que nasceu do primeiro álbum homônimo gravado por Paulo Lessa e divulgado em 2018. Na época, e de forma independente, ele lançou canções de autoria própria que refletem um turbilhão de emoções, assim como reúnem vários ritmos que caracterizam hoje a nova geração da MPB.

“Nas músicas, eu falo principalmente de um ponto de vista de quem vive nesse ambiente urbano, mais especificamente em um apartamento, que através da janela presencia os movimentos da natureza e vislumbra seus próprios movimentos, paralelos ao seu universo interior”, ressalta Lessa. 

E é isso que o seu repertório, que foi abrangido em 2021, apresenta. Canções que passam pelo lugar ruidoso de uma metrópole (com grooves de baixo, bateria e guitarra) e atravessam sonoridades leves e até mesmo bucólicas (com bandolim e acordeon), assim como a singeleza de uma música tocada em voz e violão.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O projeto Lado Alado – O Show é patrocinado pela Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Distrito Federal – Secec DF, com produção da CHANG Produções. A direção é de Juana Miranda, parceira do cantor em vários projetos desde 2017, sobretudo no espetáculo “A Travessia”, apresentado na Grécia em 2019. Apoio: Sesc-DF.








Você pode gostar