Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Exposições

Galeria de arte inaugura nova sede com mostra “Sob a Luz Azul”

O trabalho remete à onda luminosa que ecoa das telas de celulares e computadores, acentuada em tempos de isolamento social

Foto: Divulgação

A galeria de arte A Pilastra volta às atividades presenciais em sua nova sede no Guará II neste sábado (25), com a mostra “Sob a Luz Azul”. O trabalho remete à onda luminosa que ecoa das telas de celulares e computadores. Com o afastamento social e a virtualização das relações, praticamente todas as trocas sociais foram feitas sob a luz azul durante o ano de 2020. A exposição, portanto, convida a refletir a sobre este momento e como fomos afetados ao nos relacionarmos com o outro, com nós mesmos, nossa história e nossa casa.

“Sob a Luz Azul” é assinada por Andresa Augstroze, Charles Cunha, Eduardo Moraes, Fabiana Barbosa, Fernanda Azou, Gabriela Titon, ISADORA, Jadson Rocha, Jamila Maria, Júlia Aiz, Lídice Silveira, Ludmila Lima de Morais, Marcelo Camara, Patrícia Abbott, Taís Koshino e TAIOM.

Sobre A Pilastra

A casa de cultura A Pilastra, fundada no setor de oficinas do Guará, se reinventou no mundo digital durante o isolamento social e agora se recicla mais uma vez ao inaugurar sua nova sede no Polo de Modas, da mesma região administrativa, apresentando trabalhos desenvolvidos em grupo de acompanhamento poético virtual com artistas residentes no Distrito Federal, Rio de Janeiro, São Paulo, Curitiba e Minas Gerais.

Construída sobre o pilar da descentralização da arte e valorização de corpos dissidentes, atenta às discussões sobre sociedade, violências e realidades periféricas. Questiona e transita territórios de testes em meio à cidade não planejada, tendo como mote a instrumentalização e formação profissional no meio cultural a partir do compartilhamento de saberes, enxergando a cultura não apenas como um patrimônio intelectual, mas também como vetor de transformação social.

A Pilastra abriu suas portas em 2019 com a missão de exibir jovens artistas em desenvolvimento de suas carreiras, assim como criar ambientes propícios ao diálogo crítico e às trocas de experiências sensíveis.
Em 2020, durante isolamento social causado pela pandemia causada pela Covid-19, a galeria passou a se reconhecer enquanto ecossistema de arte. O reposicionamento aconteceu como estratégia de resistência frente às necessidades de adaptação dos espaços físicos para os espaços remotos e virtuais.

Com o início da pandemia, a galeria foi obrigada a fechar suas portas. Recusando-se a sucumbir às problemáticas do mundo pandêmico, A Pilastra migrou para o universo digital, onde as atividades educacionais e formativas foram intensificadas a partir de ações Arte Educativas. Assim surge A Pilastra galeria-escola, uma das vertentes que compõem o chamado Ecossistema de Arte. Um ambiente de compartilhamento de saberes e profissionalização de agentes culturais e artistas do DF.

Galeria fica no Polo de Modas, no Guará II. Foto: Divulgação

Serviço:
Reabertura da galeria de arte A Pilastra, com inauguração da mostra Sob a Luz Azul
Quando: sábado, 25/06, a partir das 18h
Local: QE 40, SMBS 01, Lote 01B, Loja 01 – Polo de modas, Guará II

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE








Você pode gostar