Menu
Exposições

Exposição sustentável “Galerias Urbanas – Brasília Azul” percorre a capital

Mostra inédita passará pelo Parque da Cidade e por Águas Claras, Taguatinga e Sobradinho. Imagens serão expostas em totens sustentáveis, visíveis 24h e carregados por energia solar

Redação Jornal de Brasília

23/01/2024 10h33

Foto: Caleb Carvalho

A capital federal será palco de uma experiência cultural inovadora e sustentável nos próximos meses, com a realização da exposição fotográfica a céu aberto “Galerias Urbanas – Brasília Azul”. O renomado fotógrafo Celso Junior assina as imagens que serão exibidas em totens sustentáveis, carregados por energia solar e visíveis 24h, os quais passarão pelo Parque da Cidade, próximo ao estacionamento 10, e mais três regiões administrativas: Águas Claras, Taguatinga e Sobradinho.

O projeto, idealizado pela IPCB Realizações e com o apoio da Secretaria de Turismo e Lazer do Distrito Federal, ressignifica o espaço público por meio da arte e da tecnologia, oferecendo uma visão única sobre Brasília. Desenvolvidos a partir de 2014, os totens captam energia solar e têm um sistema de iluminação noturna, possibilitando a visualização da exposição em qualquer horário do dia e da noite.

Ao todo, serão 15 estruturas, projetadas para exibição em áreas urbanas de grande circulação. O projeto já passou por vários cantos do país, como Rio de Janeiro, São Paulo, Manaus, Belém e Fortaleza, e agora chega a quatro regiões administrativas do Distrito Federal com uma mostra inédita. Em cada RA, as imagens ficarão expostas por 30 dias corridos.

A exposição

A exposição “Galerias Urbanas – Brasília Azul” captura a capital da República sob o olhar de uma única cor. A seleção de fotografias reflete a riqueza do azul que permeia a cidade, desde os vitrais de Marianne Peretti na Catedral até os azulejos de Athos Bulcão, materializando-se em prismas, brises e nas palavras de Lúcio Costa, que definiu Brasília como “o céu é o mar de Brasília.”

Metade das imagens já integrava o acervo de Celso Junior, com registros que vêm desde os anos 2010 até os dias atuais. A outra metade foi produzida especialmente para esta exposição, uma homenagem ao céu singular que conquistou o fotógrafo paulista ao longo de seus 20 anos vividos em Brasília.

“Saí de uma cidade cinza cercada de arranha-céus e, quando enxerguei Brasília me envolvendo com aquele celeste azul límpido e infinito, nunca mais deixei de buscá-lo em minhas fotografias”, relata.

Para o artista, a inspiração da mostra vem do ponto poético que surge do azul, tão presente no dia a dia das pessoas. Cor que, para ele, “se debruça sobre prédios, colore placas, inspira artistas que compuseram a história da capital da esperança”, como destaca. “A esperança também pode ser azul para os candangos. As fotografias evidenciam essa atmosfera lírica, desde placas de rua até os prédios projetados quando Brasília nasceu.”

 

Experiência turística

“Além de proporcionar uma experiência turística inusitada, a exposição pretende ativar a reflexão sobre a cidade, seus traços, sua história e personagens do campo artístico”, comenta Jorge Luiz, do IPCB, organizador da mostra. “O projeto não oferece apenas uma experiência inovadora, mas também promove o turismo interno, estimulando os moradores a redescobrir a beleza e a identidade local.”

O fotógrafo Celso Junior, com uma carreira destacada, traz sua visão única do mundo para Brasília. Com passagem pelo jornal O Estado de São Paulo e inúmeros prêmios, Junior é reconhecido como um dos principais fotojornalistas brasileiros.

Serviço:

Exposição “Galerias Urbanas – Brasília Azul”

Local: Parque da Cidade (Plano Piloto), Águas Claras, Taguatinga, Sobradinho Data: a partir de 20 de janeiro no Parque da Cidade (próximo ao estacionamento 10)

Horário: todos os dias, em todos os horários

Livre para todos os públicos

    Você também pode gostar

    Assine nossa newsletter e
    mantenha-se bem informado