Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Eventos

Programação traz 24 horas de atrações artísticas LGBTQIAP+

Evento reúne música, teatro, performances, feirinha, gaymada, artes visuais e rodas de conversa no Eixo Cultural Ibero-Americano

Projeto Lumbre - Foto Divulgação Projeto Lumbre. Foto: Divulgação

No mês do Orgulho LGBTQIAP+, a Coletiva Rebu realiza a programação cultural 24 Horas de Ações Artísticas Pelo Enfrentamento à LGBTfobia, nos dias 25 e 26 de junho. Com artistas da cena local do Distrito Federal, o evento tem entrada gratuita e é realizado no Eixo Cultural Ibero-americano (antiga Funarte), ininterruptamente das 16h do dia 25 às 16h do dia 26. Para dar o tom da diversidade que guia o projeto, a programação inclui música, teatro, performances, artes visuais, rodas de conversa, um torneio de queimada e uma feirinha. O evento é realizado com apoio do Fundo de Apoio à Cultura do Distrito Federal (FAC-DF) e da Administração do Plano Piloto.

Para a parte musical foram convocados artistas LGBTQIAP+ do DF: Ana Béa, Anna Moura, Asù, DJ Barbichinha, DJ Bonnie Butch, Karla Testa Show, DJ D-day, Haynna e os Verdes, O Kaus, DJ Kashuu e Beatmilla, Íris Inayê, Íris Marwell, DJ Loly, Projeto Lumbre, DJ Rafa Ferrugem, Raio Laser, Saia Bamba e Trio Rebu. O teatro também integra a programação com a Trupe A Excêntrica Família Firula. A arte performática tem presença com a Trupe Elemental.

Manifesto

Mais do que um festival multicultural, o projeto é também um manifesto da comunidade LGBTQIAP+ do DF, de acordo com a produtora, DJ e curadora do evento, Rafa Ferrugem. “Por meio da arte e de quem faz arte, vamos manifestar o amor, a dor, a responsabilidade social, a inclusão social, visibilização e o fortalecimento de todas as letras possíveis da sigla da nossa comunidade”, explica.

Para a curadora, o evento é pensado com o princípio de se combater e enfrentar a LGBTfobia. “Infelizmente estamos no topo da lista dos países que mais matam LGBTs, e por meio da arte e do manifesto conseguiremos acessar essa ideia nos corações das pessoas”, detalha.

Artes visuais, debates e feirinha

Além das apresentações, os artistas visuais Sairon e Victor Hugo Soulivier vão criar obras ao vivo, além de expor criações na feirinha, que tem também a cortadora de cabelos Isabella Ferrugem, o Brechó Macondo, o Saiu do Armário Brechó e uma aula de yoga com Inaê, que é realizada às 8h do dia 26. Uma disputa de queimada integra a programação a partir das 10h do dia 26, com o Campeonato de Gaymada. As inscrições são gratuitas e as equipes de seis pessoas podem se inscrever pelo link.

A programação inclui ainda rodas de conversa no sábado (25) com transmissão online em vídeo pela Rádio Cafuné. A primeira delas é às 13h e aborda “Desafios do movimento LGBTQIAP+ na reconstrução das políticas públicas para a comunidade a partir do cenário eleitoral”, com participação de Dani Sanchez, Eika Kokay, Fábio Felix, Mari Valentin, Ruth Venceremos e Talita Victor. Às 14h, a conversa é sobre “Juventude LGBTQIAP+ e o neoativismo”, com Bunnie Butch, Bia Nobre e Caio Lucas. Arthur Fernandes e Andrey Lemos participam de uma conversa sobre “Saúde das pessoas LGBTQIAP+”, às 15h. Para encerrar, às 16h, o debate é sobre “Arte, cultura e estética LGBTQIAP+”, com participação de Felipe Areda, Lucas Almeida e Yná Kabe.

Serviço

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

24 Horas de Ações Artísticas Pelo Enfrentamento à LGBTfobia
Das 16h do dia 25 às 16h do dia 26 de junho
Eixo Iberoamericano de Cultura (antiga Funarte) – Eixo Monumental
Entrada gratuita
Transmissão das rodas de conversa: bit.ly/RadioCafune
Instagram: instagram.com/rebu_fbb
Informações: (61) 98326-4516








Você pode gostar