Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Eventos

Nasce um movimento em prol do design brasiliense

Evento de pré-lançamento da Brasília Design Week dá início a uma série de ações em todo o Distrito Federal, promovendo arte, cultura e design

Foto: Divulgação

Lúrya Rocha
[email protected]

O Movimento Design Brasília, considerado o maior movimento de valorização do design local e nacional, foi lançado na noite de ontem (28) em um fascinante evento na Galeria Index, no Setor Comercial Sul (SCS). A intenção foi marcar o início de uma série de eventos que vai acontecer até a Semana de Design de Brasília (Brasília Design Week), na última semana de junho de 2024. Conhecida pela arquitetura modernista, a capital foi escolhida para ser o palco de todas essas ações, onde praças, parques, bares e restaurantes estão garantidos como parte da trajetória artística.

O plano de inserir Brasília no calendário internacional do design foi colocado em prática por Caetana Franarin, idealizadora e criadora do movimento. Por ser uma referência mundial em arquitetura moderna, a capital federal pretende respirar, e inspirar, design em todo o Distrito Federal, com destaque às criações brasilienses e nacionais, no primeiro semestre do ano que está por vir. “Brasília nasceu vocacionada para o design. Vamos mudar a realidade econômica e social do DF a partir da criatividade, autenticidade, inovação, sustentabilidade e sofisticação de nossos designers”, anuncia Franarin.

Enquanto a última semana de junho não chega, os interessados no mundo do design podem participar de diversos eventos periódicos que estão previstos. Exposição de design brasileiro, oficinas criativas para jovens em situação de vulnerabilidade, instalações de arte design, produções de fashion films e de conteúdo de arte, cultura e design, e muito mais. Franarin chama atenção, também, para as residências artísticas entre designers e artesãos das RAs do Distrito Federal: “Foi feita uma pesquisa recente pela Universidade Católica (UCB) com as vocações das RAs para economia criativa. Então nós estamos aproveitando essas vocações. Por exemplo, Ceilândia tem uma grande vocação para a moda, então a ideia é fazer uma residência artística com designers de moda que já atuam no local para melhorar, qualificar e ajudar no escoamento de produção”. Por fim, estão previstas três grandes instalações na cidade com o reuso de materiais. A idealizadora anunciou que a organização do movimento está trabalhando para que o tema da Design Week de 2024 seja o Design Circular, com o objetivo principal reaproveitar materiais e, a partir disso, fazer as instalações assinadas por artistas brasilienses.

A Brasília Design Week trará para a cidade um recorte da importante exposição brasileira na Semana de Design de Milão (I Saloni), proporcionando, pela primeira vez, uma oportunidade para os brasileiros conhecerem de perto o trabalho do principal evento do setor moveleiro, em âmbito mundial. Ainda nesta semana, será feito um circuito no Setor Comercial Sul (SCS) até o Museu da República, passando pelo Sesi Lab, onde vai acontecer um seminário internacional com grandes nomes do design brasileiro.

O evento de pré-lançamento iniciou o movimento definitivo de promoção do Design Circular no país, para contemplar esse acontecimento, algumas autoridades locais marcaram presença na noite, entre elas estava Celina Leão, vice-governadora do DF, Leonardo Reisman, secretário de Ciência e Tecnologia do DF, e Giselle Ferreira, secretária de Estado da Mulhere. Algumas instituições prestigiaram o lançamento através de seus respectivos representantes, Cecília Vergara, presidente da Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI) e diretores da Agência Brasileira de Promoção das Exportações e Investimentos (Apex-Brasil).

Entre mais de 20 designers brasilienses, e de outras regiões do Brasil, que apreciaram a grande amostra, Danilo Vale, Rafaela Gravia e Lucas Caramés foram alguns dos nomes influentes no local. Foram divulgadas, também, as iniciativas responsáveis por dar suporte e sustentação ao movimento e de que forma cada uma delas vai transformar a realidade econômica e social de Brasília, tendo o design como uma das prioridades.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE






Você pode gostar