Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Eventos

Festival Maloca Urbana promove rap e samba no Cave

Evento realizado por artistas e produtores culturais do Guará oferece, além dos shows, oficinas e atividades de lazer — e tudo de graça

Marcelo Café é organizador e também uma das atrações do evento. Foto: Joelma Bonfim/Divulgação

No próximo fim de semana, a Obi Produtora de Cultura e o sambista Marcelo Café promovem um movimentado ajuntamento artístico no Guará. É o Festival Maloca Urbana, que chega ao Teatro de Arena do Cave reunindo artistas do rap, do samba e de outras expressões da cultura urbana, periférica e negra do Distrito Federal. Além de muita música, o evento realizará atividades formativas, feira com expositores criativos e estações de esporte e lazer. A programação é inteiramente gratuita e aberta a todos os públicos. 

O festival é dividido em quatro eixos: Maloca Formativa, Maloca Musical, Maloca das Artes e Maloca do Lazer. No eixo Maloca Musical, a programação se estende no sábado e no domingo, dias 9 e 10. No line up, estão DJs, músicos e coletivos de hip hop, samba, pagode e charme do Guará e de periferias do DF. Como em todo o festival, a Maloca Musical tem entrada franca, mas os ingressos precisam ser retirados online, por meio da plataforma Sympla. O link para acessar os ingressos está disponível na bio @festivalmalocaurbana, nas redes sociais. 

O projeto Festival Maloca Urbana é realizado com recursos do Fundo de Apoio à Cultura do Distrito Federal (FAC-DF) e apoio da Budweiser e do Instituto Bancorbrás.

Hip hop e samba juntando a nossa gente

Maloca é um termo indígena que se refere ao lugar onde as pessoas se juntam. Na vida urbana, o termo tomou uma conotação pejorativa e é de onde surgem os maloqueiros, pessoas marginalizadas pela sociedade capitalista e excludente. Ressignificando a palavra e afirmando identidades comunitárias, o Festival Maloca Urbana propõe ocupar a rua e os espaços públicos com cultura urbana, reunindo o povo onde o povo está. Idealizado pela Obi Produtora de Cultura Hip Hop e pelo sambista Marcelo Café, busca conectar públicos diversos para celebrar os saberes, fazeres, artes e memórias afro-brasileiras. 

Os dois dias de Maloca Musical trazem, para o mesmo palco, grupos e artistas da nova geração junto a grandes nomes do hip hop e do samba brasiliense. Entre as principais atrações de sábado está o Tropa de Elite. Caminhando na estrada do rap desde os anos 90 e com quatro discos gravados, o grupo apresentará um show híbrido, com a participação especial do rapper Fillipe Costa. No mesmo dia também sobe ao palco o coletivo Novin Mob. Cria do Guará, o grupo chega esquentando a pista nas batidas do trap. 

No domingo, é a cadência nascida do samba que comanda a Maloca Musical. Entre as atrações de peso está a cantora Teresa Lopes. Com uma carreira que soma mais de 17 anos, Teresa é uma fiel representante do samba produzido em Brasília e do legado cultural de grandes cantoras negras. No mesmo dia, Elas que Toquem chegam com tudo, marcando a representatividade feminina no pagode. Nas palavras do próprio grupo, o público presente pode esperar por “um pagode com espírito de liberdade e alma de festa”. 

Formações, esporte e lazer

No primeiro fim de semana de julho, oito oficinas foram ofertadas ao público pelo eixo Maloca Formativa, com os temas: composição musical, elaboração de release e portfólio, marketing digital, mercado de streaming, ferramentas de autogestão, direitos autorais e mercado fonográfico. As últimas oficinas acontecem no próximo sábado, dia 9, abordando Produção Musical – Home Studio, Produção Musical – Beatmaker e Backstage para Eventos Musicais.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Paralelo aos shows, nos dias 9 e 10, o festival realiza a Maloca das Artes, com feira de gastronomia, artesanatos e artes urbanas, incluindo grafite ao vivo e apresentação de break dance. Já no dia 10, a área externa do Cave será tomada pela Maloca do Lazer. Voltada ao público jovem e infantil, o espaço será composto por estações esportivas e abertas à livre prática de brincadeiras de rua, com acompanhamento de monitores que integram o Projeto Curumim. 

PROGRAMAÇÃO – MALOCA MUSICAL

09/07 – sábado

– Tropa de Elite convida Fillipe Costa
– Atitude Feminina
– Novin Mob
– Medro
– Kashuu
– Israel Paixão
– Vix Russel
– Show Obi 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

10/07 – domingo

– Elas que Toquem
– 7 na Roda
– Teresa Lopes
– Marcelo Café
– Crys

Realização

Obi

A Obi é um selo e produtora de cultura Hip Hop do Distrito Federal, que se propõe a ser espaço de expressão e valorização da cultura e da juventude preta, por meio da arte. Com cerca de 20 profissionais, atua nas áreas de criação/composição artística, produção e direção musical, produção executiva e artística, design, engenharia de som, audiovisual e comunicação integrada.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Marcelo Café

Cantor, compositor, sambista e ativista cultural, nascido em Niterói (RJ) e morador de Ceilândia há mais de 30 anos. Seu premiado trabalho autoral movimenta a cena do samba no DF há mais de duas décadas. Sucessos como “A Revolução é Preta” destacam Café como um músico militante, que canta a valorização da estética, da história e da cultura afro-brasileira. Nesse caminho, busca também empoderar pessoas pretas e democratizar as artes nas cidades satélites do DF, concebendo e realizando projetos artísticos e culturais. Atualmente, cursa graduação em Letras Francês, pela UnB.

SERVIÇO

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Festival Maloca Urbana
ONDE: Teatro de Arena do Cave – Guará II
QUANDO: 09 de julho (sábado) (a partir das 17h) e 10 de julho (domingo) (a partir das 15h30)
ENTRADA: franca e livre
INGRESSOS E INFORMAÇÕES: https://www.instagram.com/festivalmalocaurbana/ 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE








Você pode gostar