fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Cinema

Começa nesta sexta-feira (30) a Mostra de Cinema Europeu Digital

O evento já conta com uma trajetória de 15 anos como parte da programação da Semana da Europa, que acontece em Brasília (DF) desde 2004 e foi realizada virtualmente em setembro de 2020.

Avatar

Publicado

em

PUBLICIDADE

A partir do dia 30 de outubro, com um catálogo de 12 películas de 13 nacionalidades europeias, ao longo de um mês inteirinho, será realizada a Mostra de Cinema Europeu Digital. O evento já conta com uma trajetória de 15 anos como parte da programação da Semana da Europa, que acontece em Brasília (DF) desde 2004 e foi realizada virtualmente em setembro de 2020. Este ano, pela primeira vez, a exibição dos filmes será on-line.

“Os novos formatos de opções culturais que foram estimulados por este momento atípico por que passamos são uma demonstração de que a arte segue, não apenas viva, como necessária. Poder oferecer aos amantes do cinema um festival que não impõe barreiras físicas e pode ser visto de qualquer local do país é uma verdadeira ode à cultura”, destaca Aleksandra Luszczynska, especialista em cultura e promoção da Embaixada da Polônia em Brasília e presidente da Associação dos Institutos Culturais, Embaixadas e Consulados de países membros da União Europeia (Eunic Brasília).

Totalmente gratuita, a Mostra de Cinema Europeu Digital perpassa os gêneros ficcional e documental, incluindo uma película de animação, de forma a entregar uma amostra relevante do que está sendo produzido atualmente no mercado europeu. De maneiras muito distintas, os filmes tratam das inquietações humanas e questões internas que são combustíveis para processos de constante transformação da sociedade. É uma coletânea com línguas e estilos diferentes, mas com percursos comuns: festivais importantes e diversas indicações a prêmios.

O belga Pelo Nome de Tânia já foi exibido na Mostra São Paulo e na Berlinale (Alemã). O filme é baseado em depoimentos reais e acompanha a jornada de uma jovem que mora em um vilarejo no norte do Peru, às margens do rio Amazonas. Em busca de uma vida melhor, ela deixa sua aldeia. Mas seus planos dão errado e ela é forçada à prostituição, perdendo, passo a passo, sua integridade moral e física. A odisseia traumática da garota se confunde com a devastação do meio ambiente.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Um dos mais condecorados diretores finlandeses – seus filmes ganharam mais de 60 prêmios–, Klaus Härö participa da Mostra com O Último Lance, que traz no elenco Heikki Nousiainen, Amos Brotherus, Pirjo Lonka e narra a história de um velho negociante de arte que investiga a história por detrás de um quadro sem assinatura que promete trazer à sua carreira sofrida um final de sucesso.

O amor está no ar

E para não dizer que faltou romance, uma clássica história de amor é retratada na película portuguesa Snu, que conta a história de uma dinamarquesa, Snu, casada, mãe de três filhos, que decide viver um grande amor. Adam & Evelyn (Alemanha) narra a história de um casal em meio à convulsão política na Alemanha Oriental na década de 1980. O momento de conflitos é, para Evelyn, a chance de uma nova vida. Para Adam, a ameaça a uma vida na qual ele estava bastante acomodado.

A comédia romântica Perdrix (França) esteve na Semana dos Realizadores do Festival Internacional de Cannes e Festival de Estocolmo. Swann Arlaud é Pierre Perdrix, protagonista do primeiro longa do diretor francês Erwan Le Duc. Perdrix vive dias agitados desde o aparecimento de Juliette Webb em sua existência. Como um tornado, ela vai semear o desejo e a desordem em seu universo e de sua família, obrigando cada um a redefinir suas fronteiras, e a começar, enfim, a viver.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Respiros na programação “adulta” e indicados para toda a família, compõem a mostra também o desenho animado Jacob, Mimmi and the Talking Dogs (Letônia/Polônia), uma aventura sobre um menino corajoso e uma turma de cachorros falantes; e o live action Too Far Away (Alemanha), que conta a história de Ben, de onze anos, apaixonado por futebol, que sofre por ter de se mudar. Uma reflexão sobre amizade, trabalho em equipe e pertencimento.

Outros filmes que compõem a mostra digital são: Consequences (Eslovênia); A Viagem Camino (Irlanda); The Vice of Hope (Itália); The Line (Eslováquia/ Ucrânia) e Rediscovery (Dinamarca).

 “Por mais que a telona tenha um apelo, que eu considero inegável e inalcançável, o streaming tem a potência de ser sob demanda. Você assiste exatamente àquilo que combina com o seu humor, com o seu dia e tem a facilidade de ter um catálogo realmente à mão”, explica a produtora Bethania Maia, sócia da Três Produz e coordenadora da Mostra de Cinema Europeu Digital. “A gente vê que nos últimos tempos as pessoas têm acessado cada vez mais o audiovisual de casa, através do celular, pelo computador… Seria o fim da grande tela? Acredito que ainda não. Mas isso mostra que há bastante espaço para caminhos alternativos de exibição”, completa.

Quero assistir. O que fazer?

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Para assistir aos filmes, é preciso entrar na plataforma de exibição Festival Scope. Basta cadastrar-se e fazer login para ter acesso aos filmes gratuitamente. Clique aqui para acessar a Mostra de Cinema Europeu Digital na plataforma: https://www.festivalscope.com/page/euff-brazil/

Serviço

Mostra de Cinema Europeu Digital – 30 de outubro a 30 de novembro

Pela plataforma Festival Scope (https://www.festivalscope.com/page/euff-brazil/)

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE



Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade