fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Economia

Pago até R$ 1 mil por mês, desde que digam de onde virá o recurso, diz Bolsonaro sobre auxílio

Como divulgado anteriormente, serão mais duas parcelas de R$ 300. Nenhum representante do governo havia vindo a público para confirmar a prorrogação

Avatar

Publicado

em

PUBLICIDADE

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou nesta terça-feira (9) que o auxílio emergencial criado para atenuar a crise financeira decorrente da pandemia da covid-19 será prorrogado. Os beneficiários receberão mais duas parcelas, de R$ 300 cada.

“Eu sei que tem parlamentar que quer mais duas (parcelas) de R$ 600. Tudo bem. Se a gente tiver um programa para diminuir os salários, a metade, e aí ser usado para pagar isso (o auxílio), aí tudo bem. Pago até R$ 1.000. Mas de onde vem o recurso? Não podemos nos endividar”, falou o presidente.

Até o momento, nenhum representante do governo federal havia vindo a público para confirmar o aumento do benefício. No entanto, a continuidade do auxílio já era dada como certa por diversos parlamentares.

O Ministério da Cidadania e a Caixa Econômica Federal devem dar mais detalhes em breve. Neste momento, a Caixa se prepara para pagar a terceira parcela do auxílio. Nesta terça (9), o banco anunciou que o pagamento começará no próximo dia 17.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Aguarde mais informações




Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade