fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Economia

Indústria da construção volta a planejar investimentos, diz CNI

Apesar do sobe e desce, a avaliação da CNI é a de que os empresários estão confiantes, pois o índice está acima da média de 34,4 pontos

Avatar

Publicado

em

Obras
PUBLICIDADE

Fernanda Brigatti
São Paulo, SP

Os empresários da indústria da construção civil voltaram a colocar investimentos em seus planos no mês de novembro.

O índice de intenção de investimento, calculado pela Sondagem da Indústria da Construção da CNI (Confederação Nacional da Indústria), chegou a 42,4 pontos neste mês, alta de 1,5 ponto na comparação com o mês anterior.

Em outubro, a intenção de investir havia caído 3,5 pontos, interrompendo uma sequência de quatro meses em elevação. Apesar do sobe e desce, a avaliação da CNI é a de que os empresários estão confiantes, pois o índice está acima da média histórica de 34,4 pontos.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Outros índices positivos são o de confiança, que voltou a subir em novembro e está em 58,9 pontos após estabilidade em setembro e outubro, o de expectativa, que foi a 62,8 pontos (alta de 1,8 ponto) e o de condições atuais, que subiu 3,1 pontos e voltou a superar os 50 pontos pela primeira vez desde março.

A marca dos 50 pontos é importante, segundo a confederação da indústria, pois indica tendência de confiança maior e mais disseminada.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O emprego no setor registrou a sexta alta consecutiva, a 51,3 pontos em outubro. No mês anterior, o resultado acima de 50 pontos marcou um recorde, a maior pontuação desde abril de 2012.

Os dados do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) confirmam a melhora do nível de emprego na construção.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O setor acumula, de janeiro a setembro, 102,1 mil novas vagas criadas, uma variação de 4,71% na comparação com o mesmo período do ano passado.

É o segundo em número de novos postos de trabalho, atrás somente da agropecuária, que está com saldo positivo em 102,4 mil empregos.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
>

No índice de atividade, a sondagem da CNI identificou retração de 51,2 em setembro para 50,7 pontos em outubro.

“Ainda que tenha novamente apresentado uma ligeira queda na comparação mensal, o índice se manteve acima da linha divisória de 50 pontos pelo terceiro mês consecutivo”, diz o boletim.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A utilização da capacidade instalada caiu 1 ponto percentual em outubro e ficou em 62%, interrompendo cinco meses de queda. Em outubro de 2019, a utilização da capacidade instalada da indústria brasileira estava em 63%.

As informações são da FolhaPress




Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade