Siga o Jornal de Brasília

Economia

Dólar vai a R$ 4,11 e Bolsa cai mais de 2% com retaliação de Trump à China

A China divulgou nesta sexta tarifas sobre US$ 75 bilhões (R$ 303, 2 bi) de mercadorias americanas, adicionando mais 10% de tarifas sobre as já existentes

Publicado

em

Publicidade

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, anunciou que vai responder às novas tarifas chinesas nesta sexta-feira (23). Via Twitter, Trump disse também que empresas americanas deveriam “imediatamente começar a procurar uma alternativa à China“. As declarações derrubaram as principais Bolsas globais.

No Brasil, o dólar foi para R$ 4,116, alta de 0,9%, por volta das 13h01. A Bolsa recua 2,42%, a 97.533 pontos.

A China divulgou nesta sexta tarifas sobre US$ 75 bilhões (R$ 303, 2 bi) de mercadorias americanas, adicionando mais 10% de tarifas sobre as já existentes, em retaliação às novas tarifas promovidas pelo governo dos

EUA

Também na manhã desta sexta, o presidente do Fed (banco central americano), Jerome Powell, disse que vai agir conforme apropriado para estimular a economia americana, mas que os efeitos da política monetária são limitados em face da guerra comercial.

Publicidade

O discurso de Powell deu um certo alívio ao mercado financeiro, e o dólar chegou a recuar para R$ 4,052.

Mas Trump não gostou do que ouviu. No Twitter, o presidente americano criticou o chefe do Fed e perguntou “quem é o maior inimigo, Powell ou o presidente Xi?”, em referência ao líder chinês Xi Jinping.

Uma das críticas do presidente americano foi a falta de diálogo entre o Fed e a presidência.

“É incrível o que eles [Fed] podem’ falar’ sem saber ou perguntar o que eu estou fazendo, que será anunciado em breve”, tuitou.

Na sequência, Trump disse anunciar retaliação às tarifas chinesas ainda nesta tarde. As informações são da FolhaPress.


Você pode gostar
Publicidade