Siga o Jornal de Brasília

Economia

Como funcionam os clubes de milhas

Publicado

em

Publicidade

Os clubes de milhagem têm crescido no Brasil e atraído um grande público de interessados em transformar pontos acumulados em viagens turísticas. Indicadores da Associação Brasileira de Empresas do Mercado de Fidelização (Abemf) apontam que o setor chegou a mais de 112 milhões de clientes no quarto trimestre de 2017, dado mais recente da instituição.

Ainda há muitas dúvidas sobre como os programas de fidelização funcionam e se é necessário voar ou comprar no cartão de crédito para acumular milhas. Milhas aéreas podem ser obtidas por vários outros meios, como compras e serviços em empresas conveniadas, como companhias aéreas, postos de combustíveis e hotéis; e até assinatura de clubes, em que se paga mensalidade. Pesquisar quais bancos e quais tipos de cartão ajudam a otimizar o acúmulo de milhas é importante.

Conheça alguns clubes de fidelidade e veja quanto custa para participar.

Multiplus (Latam)

O Clube Multiplus opera em três modalidades para acúmulo de milhas Latam. A primeira, no valor mensal de R$ 42,90 e acúmulo de mil pontos mensais; a segunda com cinco mil pontos mensais e preço de R$ 179,90; e a terceira custando R$ 369,90 e acúmulo de 120 mil pontos.

Entre as vantagens oferecidas, está a grande malha aérea da Latam Airline, com mais de mil destinos em todo o mundo, garantia de assento em voos até o último disponível e acúmulo de até 30% de pontos extras em bancos e outros parceiros.

Amigo (Avianca)

Amigo é o programa de fidelidade da Avianca Brasil, voltado para o acúmulo de milhas conforme se viaja pela companhia. Porém, também é possível acumular pontos Amigo voando pela Star Alliance ou em outras companhias aéreas parceiras, comprando em cartões de crédito e fazendo compras on-line.

O cliente Amigo muda de categoria conforme vai acumulando milhas e assim consegue as vantagens que o programa de fidelidade oferece. Ao aderir, o titular do programa recebe um cartão Bronze e, se acumular até 15 mil pontos ou 20 trechos viajados, passa para o cartão Silver, pelo qual obtém pontuação de voo 25% maior. De acordo com o total acumulado ou o número de trechos viajados, o cliente pode chegar ao cartão Gold e, depois, ao Diamond, a categoria mais alta da companhia, com uma série de vantagens, como franquia de bagagem adicional, check-in preferencial, marcação de assento e atendimento exclusivo por e-mail.

Tudo Azul (Azul)

O programa Tudo Azul funciona em quatro modalidades, com plano mensal a partir de R$ 35 e acúmulo de mil pontos. Se escolhida a modalidade mais cara, o plano mensal sai a R$ 299, com dez mil pontos por mês. O Tudo Azul oferece bônus de 5% a 10% na transferência de pontos do cartão de crédito. As milhas acumuladas valem por até três anos.

O Tudo Azul oferece resgate rápido de milhas, a partir de cinco mil pontos ou 500 pontos mais complementação em dinheiro, facilidade no resgate de passagens nacionais e internacionais para os destinos operados pela Azul, além de possibilidade de compra e transferência de pontos.

Smiles (Gol)

O programa Gol Smiles oferece uma série de benefícios para seus assinantes. Entre os principais, estão o acréscimo de bônus na transferência de pontos do cartão de crédito, milhas válidas por até dez anos, conta família com até seis pessoas acumulando milhas num único programa e até reserva de cinco bilhetes grátis por ano na Gol.

As modalidades do Clube Smiles são ofertadas com valores a partir de R$ 42 e acúmulo mensal de mil milhas, além de bônus de cinco mil milhas. O plano mais robusto sai a R$ 299 mensais e dez mil milhas por mês, com bônus de dez mil milhas nos três primeiros meses.

Livelo

O Clube Livelo é um programa de fidelidade muito abrangente, usado não só para atividades de turismo, como acúmulo de milhas, mas também para descontos em compras e serviços diversos.

Pontos acumulados no Clube Livelo podem ser transferidos para os quatro clubes de milhas apresentados anteriormente. Cada ponto Livelo corresponde a um ponto Avianca, Multiplus, Smiles ou Tudo Azul. Os pontos Livelo podem ainda ser transferidos para nove parceiros aéreos internacionais, variando de um ponto por um a dois por um.

O Clube Livelo pode ser assinado a partir de R$ 39,90 por mês. A modalidade mais barata promete acúmulo anual de 14.400 pontos; a mais cara, R$ 649,90 por mês, gera ganho anual de 240 mil pontos. No ramo do turismo, além de passagens aéreas, o membro do Clube Livelo pode trocar pontos por hospedagem, locação de carros e pacotes de viagens.


Você pode gostar
Publicidade