fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Economia

Caixa libera 5ª parcela do auxílio para grupo de cadastrados no Bolsa Família

Amanhã (21), nascidos em novembro receberão um novo depósito; confira o calendário

Avatar

Publicado

em

Foto: Agência Brasil
PUBLICIDADE

A partir desta quinta-feira (20), os cadastrados no Bolsa Família com o Número de Identificação Social (NIS) terminado  em 3 poderão sacar a quinta parcela do benefício (veja calendário abaixo). O calendário da quinta parcela termina no dia 31 Agosto.

NIS terminado em 1    18 Agosto
NIS terminado em 2    19 Agosto
NIS terminado em 3    20 Agosto
NIS terminado em 4    21 Agosto
NIS terminado em 5    24 Agosto
NIS terminado em 6    25 Agosto
NIS terminado em 7    26 Agosto
NIS terminado em 8    27 Agosto
NIS terminado em 9    28 Agosto
NIS terminado em 0    31 Agosto

Para os inscritos no programa do Bolsa Família, o calendário de saque foi organizado de acordo com a terminação do NIS. Nesses casos, os benefícios não são cumulativos e o cadastrado irá receber somente aquele de maior valor. Os beneficiários do Bolsa Família podem sacar o valor do auxílio por meio do cartão do Programa Bolsa Família, Cartão Cidadão ou por crédito em conta da Caixa.

Hoje não há pagamento de nenhuma parcela para quem não é cadastrado no Bolsa Família. Amanhã (21), nascidos em novembro receberão um novo depósito (veja abaixo).

Calendário geral para o pagamento da 1ª, 2ª, 3ª e 4ª parcela

Mês de aniversário                       

Depósito       

Saque       

Janeiro 22/jul 25/jul
Fevereiro 24/jul 1º/ago
Março 29/jul 1º/ago
Abril 31/jul 8/ago
Maio 5/ago 13/ago
Junho 7/ago 22/ago
Julho 12/ago 27/ago
Agosto 14/ago 1º/set
Setembro 17/ago 5/set
Outubro 19/ago 12/set
Novembro 21/ago 12/set
Dezembro 26/ago 17/set

Como sacar

Para sacar o benefício, os cadastrados poderão fazer uso do cartão do Programa Bolsa Família, Cartão Cidadão ou por crédito em conta da Caixa.

Governo estuda prorrogar auxílio

O Governo Federal avalia fazer um ajuste orçamentário, para que o benefício seja prorrogado. Até agora, foram confirmadas cinco parcelas.

O presidente Bolsonaro, por meio de uma lei aprovada pelo Congresso, tem autonomia para conceder novas parcelas do auxílio, desde que seja informada a origem dos recursos. A medida vale até o final do ano. Caso o chefe do executivo pretenda prorrogar o programa em 2021, precisará ter a aprovação do Congresso novamente.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE



Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade