fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Economia

Auxílio Emergencial: aplicativo sofre mudanças para evitar filas virtuais

Tempo de sessão de cada usuário será ampliado para 72 horas, a fim de evitar que a pessoa retorne ao final da fila

Avatar

Publicado

em

Foto: Agência Brasil
PUBLICIDADE

O aplicativo Caixa Tem recebeu diversas queixas de demora ao atender os usuários. A plataforma foi criada pela Caixa Econômica Federal para atender aos cadastrados e solicitantes do auxílio emergencial. Para resolver o problema, o banco optou por realizar algumas mudanças no aplicativo, válidas a partir desta quinta-feira (9).

Entre elas, destaca-se a ampliação de sessão de cada usuário, que agora poderá manter seu lugar na fila por 72 horas. Com isso, durante esse período o usuário não precisará se preocupar em voltar ao final da fila.

Diversos trabalhadores se queixaram de perder o lugar na fila e terem que reiniciar o processo. A Caixa alega que devido a quantidade de acessos por hora, o aplicativo sofre intermitências momentâneas em alguns serviços.

Além de funcionar 24 horas por dia, o banco afirma que o aplicativo possui cerca de 40 milhões de usuários únicos, mais de 1,2 bilhão de consultas de saldo/extrato, 17,7 milhões de boletos pagos e 3,5 milhões de compras utilizando as maquininhas/QR Code.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Leia também
Publicidade
Publicidade
Publicidade