Siga o Jornal de Brasília

Concursos & Carreiras

Concurso PPGG DF terá edital para preenchimento de 750 vagas

Concurso PPGG DF para as carreiras de política públicas é para 300 vagas de gestor e 450 de analistas, com iniciais até R$ 6,7 mil

Publicado

em

Publicidade

Da Redação
redacao@grupojbr.com

O edital do concurso PPGG DF  (Políticas Públicas e Gestão Governamental) da Seplag DF (Secretaria Estadual de Planejamento, Orçamento e Gestão) está previsto para ser publicado, no mais tardar, até janeiro, de acordo com definição publicada em 12 de julho. Para isto, o próximo passo é a definição da banca organizadora, que deve ser anunciada em breve.  O órgão chegou a confirmar que a empresa será o Cebraspe, porém, o contrato ainda não foi publicado em diário oficial. De qualquer forma, o processo da seleção continua tendo diversas movimentações internas no governo. Novas informações deverão ser confirmadas em breve.

O concurso, autorizado pelo ex-governador Rodrigo Rollemberg em abril de 2018, contará com uma oferta de 750 oportunidades, sendo 300 para a carreira de gestor e 450 para analistas, ambos com exigência de nível superior para o ingresso. As remunerações iniciais são de R$ 4.480  para analistas e R$ 6.760 para gestores

De acordo com o ex-governador, a maior parte das oportunidades será para atuar nas administrações regionais, com o objetivo de profissionalizar a gestão pública. 

A comissão do concurso PPGG DF 2019 é presidida pela subsecretária de gestão de pessoas Simone Gama de Andrade e conta, ainda, com a coordenadora de gestão de cargos e carreiras Juliana dos Santos Costa, diretora de carreiras e remuneração Marly Balbino da Silva e o diretor de concursos públicos Nelson Moura da Silva.

As duas carreiras do concurso PPGG DF foram criadas pela lei 4.517, de 28 de outubro de 2010. De acordo com a lei, compete à carreira, observado o nível de atuação de cada cargo, formular, implementar, acompanhar, difundir, avaliar e executar políticas, diretrizes, procedimentos e ações referentes à gestão de âmbito de sua competência, nos órgãos e entidades do governo do Distrito Federal. Os servidores serão lotados em qualquer órgão da administração direta, sendo vetada a vinculação definitiva a algum órgão específico.


Você pode gostar
Publicidade