Siga o Jornal de Brasília

Concursos & Carreiras

Como se preparar para o Enem?

Confira algumas dicas

Da Redação
[email protected]

Há alguns caminhos que os candidatos podem seguir para conquistarem as almejadas aprovações. A primeira ação a ser posta em prática é ler o edital, conhecer um pouco mais sobre a Teoria de Resposta ao Item (TRI), uma particularidade do Enem. O chamado chute nunca é recomendável nesse exame, a variação excessiva de erros e acertos atribuem valores diferentes para uma mesma questão.

Buscar uma projeção de nota também é de suma importância. Por meio das pesquisas das pontuações referentes ao curso de escolha nos últimos três anos e como cada área de conhecimento pesou na composição da nota é viável ter uma projeção de nota necessária. Por exemplo, em Medicina, de maneira geral Ciências da natureza e Redação possuem pesos maiores na nota final.

 “O aluno precisa contar com uma rotina de estudos elaborada e adequada. Modelos de estudos são sempre bem-vindos, ou seja, cada estilo atende a uma realidade individual. Não há um milagre nos colégios e nos cursos, o que existe são padrões que podem dar muito certo se seguidos e moldados de acordo com a rotina individual”, salienta o professor do Elite JK Guará, Robson Lucas Caetano.

Para Caetano, os estudantes precisam de um intervalo entre os estudos para que a mente descanse. Uma agenda ou um planejamento fixado em um local, com fácil visualização, pode ser uma grande ferramenta. Resolva ao menos as últimas três provas, conheça por meio dessa ação o que mais se repetiu, os conteúdos estabelecidos pelo edital e, além disso, estabeleça uma rotina em que o exercício te leve a buscar revisar textos e artigos.

Inclinação para prova mais direta e conteudista

Segundo o professor durante algumas edições a prova do ENEM apresentou um diálogo entre o conteúdo específico de cada disciplina e assuntos do cotidiano, não há uma definição sobre possíveis mudanças com relação a isso.  O que se tem é uma inclinação para 2019 de uma prova mais direta e conteudista.

Não se esqueça de dedicar no seu tempo uma atenção especial a redação. Nunca é demais fazer várias redações de diversos temas. Uma breve pesquisa nos requisitos de correção será de grande auxílio. Os grupos de estudos podem ajudar, desde que seja algo que não invada sua rotina e nem crie uma dependência dessa modalidade de estudo. O importante sempre é se municiar de informações e trocas de modelos de estudos.

No mês anterior ao exame intensifique sua revisão com leituras, repasse alguns tópicos, mas não se entregue até o limite.

Você pode gostar
Publicidade
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *