Siga o Jornal de Brasília

Concursos & Carreiras

Barro Branco: últimos dias do prazo para postos de oficial

Quem pretende concorrer a um dos 190 postos oferecidos pela Polícia Militar de São Paulo (PM/SP) para aluno oficial da Academia do Barro Branco tem até 6 de junho para se inscrever

Da Redação
[email protected]

Quem pretende concorrer a um dos 190 postos oferecidos pela Polícia Militar de São Paulo (PM/SP) para aluno oficial da Academia do Barro Branco tem até 6 de junho para se inscrever.

Para participar é necessário possuir ensino médio, idade de 17 a 30 anos (exceto para servidores da corporação) e altura mínima de 1,60m para homens e 1,55m para mulheres. A remuneração inicial da carreira é de R$ 2.988,06.

As inscrições devem ser registradas pelo site da Fundação Vunesp (www.vunesp.com.br), pagando taxa de R$ 130.

Seleção – O concurso envolverá seis etapas, incluindo provas objetiva e de redação, exames de aptidão física, de saúde e psicológicos, avaliação da conduta social/idoneidade e análise de documentos.

A aplicação das provas objetiva e de redação está marcada para ocorrer em 30 de junho, nos períodos da manhã e tarde, respectivamente. Além da capital, os exames ocorrerão em Araçatuba, Bauru, Campinas, Piracicaba, Presidente Prudente, Ribeirão Preto, Santos, São José do Rio Preto, São José dos Campos e Sorocaba.

A parte objetiva terá 80 questões, sendo 24 sobre ciências humanas e suas tecnologias (8 de história, 4 de filosofia, 4 de sociologia e 8 de geografia), 30 sobre linguagens, códigos e suas tecnologias (24 de língua portuguesa e 6 de língua inglesa ou espanhola), 10 de matemática, 4 de física, 4 de química, 4 de biologia, 2 de noções de administração pública e 2 de noções básicas de informática.   

Atribuições do cargo – De acordo com a PM/SP, cabe ao oficial, após sua formatura, a gestão e o comando de pessoas e análise e administração de processos, por intermédio da utilização ampla de conhecimentos na busca de soluções para os variados problemas pertinentes às atividades jurídicas e administrativas de preservação da ordem pública e de polícia ostensiva, em conformidade com a filosofia de polícia comunitária e direitos humanos, além de outras definidas em lei, por intermédio da conclusão com aproveitamento do Bacharelado em Ciências Policiais de Segurança e Ordem Pública, destinado a formar, com solidez teórica e prática, o profissional ocupante do posto inicial de oficial.

Conteúdo programático parcial

História – 1. ANTIGUIDADE 1.1. Os povos do Oriente Próximo e suas organizações políticas. 1.2. As cidades-estados da Grécia. 1.3. Formação, desenvolvimento e declínio do Império Romano do Ocidente. 1.4. A vida socioeconômica e religiosa dos mesopotâmicos, egípcios, fenícios e hebreus. b1.5. O legado cultural dos gregos e dos romanos. 2. MUNDO MEDIEVAL 2.1. Formação e desenvolvimento do sistema feudal. 2.2. A organização política feudal; os reinos cristãos da Península Ibérica. 2.3. O crescimento comercial-urbano e a desagregação do feudalismo. 2.4. A Civilização Muçulmana. 2.5. O legado cultural do Mundo Medieval. 2.6. A Civilização Bizantina. 3. MUNDO MODERNO 3.1. A Renascença: a Reforma e a Contrarreforma. b3.2. A expansão marítimo-comercial e o processo de colonização da América, África e Ásia. 3.3. Formação e evolução das monarquias nacionais; as revoluções burguesas do século XVII; Iluminismo e Despotismo. 3.4. A política econômica mercantilista; a crise do sistema colonial e a independência no continente americano.  4. MUNDO CONTEMPORÂNEO4.1. A Revolução Francesa; o período napoleônico; os movimentos de independência das Colônias Latino-Americanas; o ideal europeu de unificação nacional. 4.2. A Revolução Industrial; a expansão e o universo capitalista; o apogeu da hegemonia europeia. 4.3. A corrida imperialista; a Primeira Guerra Mundial; a Revolução Russa de 1917 e a formação da URSS. 4.4. O período Entre Guerras; as democracias liberais e os regimes totalitários. 4.5. A Segunda Guerra Mundial; a descolonização afro-asiática; a Guerra Fria; a estrutura de espoliação da América Latina. 4.6. A fase do Pós-Guerra; os oprimidos do Terceiro Mundo; as grandes linhas do desenvolvimento científico e tecnológico do século XX. 4.7. O petróleo, o Oriente Médio e as lutas religiosas. 5. BRASIL COLÔNIA 5.1. A expansão marítima portuguesa e o descobrimento do Brasil; o reconhecimento geográfico e a exploração do pau-brasil; a ameaça externa e os primórdios da colonização. 5.2. A organização político-administrativa; a expansão territorial; os tratados de limites. 5.3. A agricultura de exportação como solução; a presença holandesa; a interiorização da colonização; a mineração e a economia colonial. 5.4. A sociedade colonial; os indígenas e a reação à conquista; as lutas dos negros; os movimentos nativistas. 5.5. A arte e a literatura da fase colonial; a ação missionária e a educação. 6. BRASIL IMPÉRIO 6.1. A crise do antigo sistema colonial e o processo de emancipação política do Brasil; o reconhecimento internacional. 6.2. O processo político no Primeiro Reinado; as rebeliões provinciais; a abdicação de D. Pedro I. 6.3. O centralismo político e os conflitos sociais do Período Regencial; a evolução político-administrativa do Segundo Reinado; a política externa e os conflitos latinoamericanos do século XIX.6.4. A sociedade brasileira da fase imperial, o surto do café, as transformaçõeseconômicas, a imigração, a abolição da escravidão, as questões religiosa e militar. 6.5. As manifestações culturais; as ciências, as artes e a literatura no período imperial. 7. BRASIL REPÚBLICA 7.1. A crise do sistema monárquico imperial e a solução republicana; a Constituição de 1891. 7.2. A Primeira República (1889-1930) e sua evolução político-administrativa; as dissidências oligárquicas e a Revolução de 1930; a vida econômica e os movimentos sociais no campo e nas cidades. 7.3. A Segunda República e sua trajetória político-institucional; do Estado Novo ao golpe militar de 1964; a curta experiência parlamentarista; as Constituições de 1946, 1967 e 1988. 7.4. As transformações socioeconômicas ao longo dos cem anos de vida republicana; o café e o processo de industrialização; as crises e as lutas operárias; o processo de internacionalização da economia brasileira e o endividamento externo. 7.5. Aspectos do desenvolvimento cultural e científico do Brasil no século XX. 7.6. A globalização e as questões ambientais.

Geografia – 1. A RELAÇÃO SOCIEDADE-NATUREZA 1.1. Os mecanismos da natureza. 1.2. Os recursos naturais e a sobrevivência do homem. 1.2.1. As desigualdades na distribuição e na apropriação dos recursos naturais no mundo. 1.2.2. O uso dos recursos naturais e a preservação do meio ambiente. 2. ESTRUTURAÇÃO ECONÔMICA, SOCIAL E POLÍTICA DO ESPAÇO MUNDIAL 2.1. Capitalismo, industrialização e transnacionalização do capital. 2.1.1. Economias industriais e não industriais: articulação e desigualdades. 2.1.2. As transformações na relação cidade-campo. 2.2. Industrialização e desenvolvimento tecnológico: dominação/subordinação político-econômica. 2.3. O papel do Estado e as organizações político-econômicas na produção do espaço. 2.4. Fundamentos econômicos, sociais e políticos da mobilidade espacial e do crescimento demográfico. 2.5. A divisão internacional e territorial do trabalho. 2.6. O fim da Guerra Fria. A desagregação da URSS. A nova ordem econômica mundial. 3. O PROCESSO DE OCUPAÇÃO E PRODUÇÃO DO ESPAÇO BRASILEIRO 3.1. A formação territorial do Brasil e sua relação com a natureza. 3.2. O processo de industrialização brasileira e a internacionalização do capital. 3.2.1. Urbanização, metropolização e qualidade de vida. 3.2.2. Estrutura e produção agrária e impactos ambientais. 3.2.3. População: crescimento, estrutura e migrações, condições de vida e de trabalho. 3.3. O papel do Estado e as políticas territoriais. 3.4. A regionalização do Brasil: desenvolvimento desigual e combinado.

Filosofia – 1. INTRODUÇÃO À FILOSOFIA 1.1. História da Filosofia: instrumentos de pesquisa. 1.2. Introdução à Filosofia da Ciência. 1.3. Introdução à Filosofia da Cultura. 1.4. Introdução à Filosofia da Arte. 1.5. O intelecto: empirismo e criticismo. 1.6. Democracia e justiça. 1.7. Os direitos humanos. 2. FILOSOFIA E EDUCAÇÃO 2.1. O eu racional: introdução ao sujeito ético. 2.2. Introdução à bioética. 2.3. A técnica. 3. IMPORTÂNCIA DA FILOSOFIA PARA A CIDADANIA 3.1. O homem como um ser da natureza. 3.2. A concepção platônica da desigualdade. 3.3. A desigualdade segundo Rousseau.

Sociologia – 1. O HOMEM NA SOCIEDADE E A SOCIOLOGIA 1.1. Como pensar diferentes realidades. 1.2. O homem como ser social. 2. O QUE PERMITE AO HOMEM VIVER EM SOCIEDADE? 2.1. A inserção em grupos sociais: família, escola, vizinhança, trabalho. 2.2. Relações e interações sociais. 2.3. Socialização. 3. O QUE NOS UNE E O QUE NOS DIFERENCIA COMO HUMANOS? 3.1. O que nos diferencia como humanos. 3.2. Conteúdos simbólicos da vida humana: cultura. 3.3. Características da cultura. 3.4. A humanidade na diferença. 4. O QUE NOS DESIGUALA COMO HUMANOS? 4.1. Etnias. 4.2. Classes sociais. 4.3. Gênero. 4.4. Geração. 5. A DIVERSIDADE SOCIAL BRASILEIRA 5.1. A população brasileira: diversidade nacional e regional. 5.2. O estrangeiro do ponto de vista sociológico. 5.3. A formação da diversidade: 5.3.1. Migração, emigração e imigração. 5.3.2. Aculturação e assimilação. 6. A IMPORTÂNCIA DO TRABALHO NA VIDA SOCIAL BRASILEIRA. 6.1. O trabalho como mediação. 6.2. Divisão social do trabalho: 6.2.1. Divisão sexual e etária do trabalho. 6.2.2. Divisão manufatureira do trabalho. 6.3. Processo de trabalho e relações de trabalho. 6.4. Transformações no mundo do trabalho. 6.5. Emprego e desemprego na atualidade. 7. O HOMEM EM MEIO AOS SIGNIFICADOS DA VIOLÊNCIA NO BRASIL 7.1. Violências simbólicas, físicas e psicológicas. 7.2. Diferentes formas de violência: doméstica, sexual e na escola. 7.3. Razões para a violência. 8. CIDADANIA 8.1. O significado de ser cidadão ontem e hoje. 8.2. Direitos civis, direitos políticos, direitos sociais e direitos humanos. 8.3. A Constituição Brasileira e a Constituição Paulista. 8.4. A expansão da cidadania para grupos especiais: 8.4.1. Crianças e adolescentes, idosos e mulheres. 9. A ORGANIZAÇÃO POLÍTICA DO ESTADO BRASILEIRO 9.1. Estado e governo. 9.2. Sistemas de governo. 9.3. Organização dos poderes: Executivo, Legislativo e Judiciário. 10. A NÃO CIDADANIA. 10.1. Desumanização e coisificação do outro. 10.2. Reprodução da violência e da desigualdade social.

Publicidade
Publicidade
  • CHARGE DO DIA