Siga o Jornal de Brasília

Entretenimento

Série Carcereiros estreia nesta quinta para contar os dramas de quem trabalha na prisão

Publicado

em

Publicidade

Estreia nesta quinta-feira (26) na Globo, após a novela O Outro Lado do Paraíso, a primeira temporada de Carcereiros na TV aberta. Baseada no livro de mesmo nome do médico Drauzio Varella, a produção narra os conflitos que os funcionários das penitenciárias vivem, dentro e fora da prisão, por conta do trabalho. A série foi disponibilizada na plataforma Globo Play em junho do ano passado e agora ganha mais três capítulos.

O personagem central é Adriano, vivido por Rodrigo Lombardi. Além de enfrentar a dureza do ambiente de trabalho, o carcereiro passa por sérios conflitos pessoais.
“O Adriano é um cara que poderia ser seu vizinho, que tem uma vida comum, mas vive dias de completa tensão no trabalho, lidando com a lei e com o crime e tendo de usar a palavra como sua única arma”, conta Lombardi, em entrevista ao jornal Folha de S.Paulo.

Entre as questões que tem de enfrentar, estão a falta de tempo para a mulher, Janaína (Mariana Nunes), e para a filha, Lívia (Giovanna Ríspoli), e o pai, Tibério (Othon Bastos), que também foi carcereiro e começa a demonstrar sinais de uma doença grave. “É uma situação complicada. O Adriano percebe que, além da filha, tem de cuidar do pai, que sai de casa e não volta. Esquece a comida esquentando no fogão”, explica Lombardi. E ele ainda vai lidar com Juscelino (Ailton Graça), chefe dos carcereiros e seu amigo, mas dono de falhas de caráter.


Você pode gostar
Publicidade