Siga o Jornal de Brasília

Entretenimento

Programa 0800: Confira exposições em cartaz na capital

Avatar

Publicado

em

PUBLICIDADE

Beatriz Castilho

cultura@grupojbr.br

Exposições de cerâmicas, mostras de encáusticas e rascunhos de pesquisa anatômica são algumas da opções de exibições artísticas em cartaz na capital. Entre a variedade de técnicas, a diversidade de temáticas não fica de lado. Explicando um pouco de cada uma, o JBr. separou uma agenda artística para você aproveitar. Confira!

Até aqui, encáustica

O título Até Aqui, Encáustica já explicita maior parte da técnica utilizada na exposição de Veruska Lacroix. Entre as 57 obras, a maior parte é composta por peças produzidas com encáustica (técnica que utiliza cera derretida), contendo uma pequena parte de óleo em tela. A trajetória da artista é o tema da exposição. É o que conta Andreia Cabral, curadora do evento: “Veruska tinha obras expostas na Sala Atos, na sede do Ministério da Agricultura no ano passado, e sete quadros foram alvo de vandalismo por manifestantes. Nesta mostra existem recriações em encáustica preto e branca”. Ela conta que a arte, para a paraense, é uma forma de conexão. “Ela vê na arte uma terapia, por isso ela recriou o que foi tão dolorido para ela [vandalismo]”.

Serviço: Até 27 de maio, no Museu Correios (Setor Comercial Sul). Entrada franca. Informações: 2141-9276. Classificação livre.

 

Mestre dos Sonhos

Crédito: Rafael Martins/Divulgação

Sediada pela Caixa Cultural, a exposição de Francisco Brennand explora os 90 anos do artista pernambucano, com muito misticismo e fantasia. Entre pinturas, desenhos, esculturas e autorretratos, a exposição é uma viagem na vida e obra de Francisco, e reflete a abrangência de inspirações que o artista teve ao longo de sua jornada. A grande diversidade técnica se mostra presente nas 31 peças produzidas durante 60 anos de carreira. “É uma oportunidade de conhecer um grande artista, de múltiplos saberes, que ainda está vivo e na ativa”, afirma Rose Lima, curadora da exposição.

Serviço: Até 20 de maio, na Caixa Cultural (Setor Bancário Sul). Entrada franca. Informações: 3206-9448. Classificação livre.

 

Sergio Rizo – Cadernos de desenho

Crédito: Divulgação

Carioca radicado em Brasília, Sergio Rizo começou a desenhar aos 11 anos. Ao longo de sua jornada, explorou duas grandes temáticas: anatomia humana e Cidade dos Anjos (temática de sua tese de doutorado). Entre as páginas de rascunho e pesquisas anatômicas, Sergio explora a diversidade humana e conteúdos religiosos.

Serviço: Até 20 de maio, na Caixa Cultural (Setor Bancário Sul). Entrada franca. Informações: 3206-9448. Classificação livre.

Além do visível

Crédito: Divulgação

De forma visceral, o baiano Fábio Magalhães coloca em xeque os limites da percepção da realidade com composições que desconstroem técnicas tradicionais de produção artística. A pintura na mão do artista explora texturas visuais para aumentar a fotografia (utilizada como base de todas as imagens). Composta por 23 obras com características hiperrealistas, produzidas durante 10 anos, a mostra Além do Visível, Aquém do Intangível fica em cartaz até o dia 27 de maio.

Serviço: Até 27 de maio, na Galeria Vitrine da Caixa Cultural (Setor Bancário Sul). Entrada franca. Informações: 3206-9448. Não recomendado para menores de 14 anos.

 

Última semana

Esta é a última semana para conferir a exposição de Tony Lima. Ex-garçom na capital, o piauiense largou o antigo emprego para seguir o sonho de trabalhar com seu talento. Tony descobriu sua paixão ainda na terra natal. São 20 obras que exploram, a partir do óleo sobre tela, a temática do universo feminino – com sua marca: os longos pescoço e as cores fortes.

Serviço: Até 14 de abril, na Galeria da Casa Thomas Jefferson (706/906 Sul). Entrada franca. Informações: 3442- 5501. Classificação livre.

Acervo da Caixa

Aberta ainda no mês da mulher, o Acervo da Caixa recebe 49 peças que homenageiam diversas temáticas femininas – desde questões históricas, com obras de Tarsila do Amaral, e representações do corpo da mulher. Todas as obras da mostra são assinadas por artistas mulheres, que exploram diversas técnicas de produção.

Serviço: Até 22 de julho, na Caixa Cultural  (Setor Bancário Sul). Entrada franca. Informação: 3206-9448. Classificação livre.

 

 


Leia também
Publicidade
Publicidade
Publicidade