Siga o Jornal de Brasília

Entretenimento

Clima de micarê: Parque da Cidade recebe show de Saulo e Durval neste sábado

Publicado

em

Beatriz Castilho
[email protected]

O cenário é o típico ponto de encontro do bairro. O que costuma ser chão para brincadeiras infantis e conversa, vira palco para muita música baiana. Entre bancos, barraquinhas de churros e balanços, o axé toma espaço em um coreto para carnavalizar a capital. Liderada por Saulo e Durval Lelys, a folia acontece na Praça das Fontes do Parque da Cidade, amanhã, a partir das 16h.

Ano passado, A Praça reuniu cerca de 5 mil pessoas. Este ano, em sua segunda edição, o evento repete a dobradinha musical. “A expectativa é a melhor possível porque estamos retornando com Saulo justamente para repetir o grande sucesso que lançamos”, conta Durval, em conversa com o JBr.

Além do evento, a dupla tem diversas coisas em comum, sendo o Axé de Eva a principal. Nasceu como bloco de Carnaval e contou com o apoio de Lelys no comando da folia lá atrás, em 1993 – mesmo ano em que se formalizaria como banda – mais precisamente Banda Eva. Depois de ser liderada por nomes como Ivete Sangalo e Emanuelle Araújo, a banda lançou, em 2002, Saulo no microfone. Ele ficou no grupo por 11 anos. “Saulo é meu grande parceiro, somos amigos através do Eva, apesar de ter tido Ivete e Emanuelle no meio”, brinca o ex-líder do Asa de Águia.

Divulgação

Sintonia perfeita
Durval e Saulo tem, mesmo, diversas semelhanças. O primeiro nasceu em Salvador, em 1957. A música entrou cedo em sua vida. Por volta dos oito anos de idade, Lelys decidiu estudar violão com um amigo de seu pai. “Um dia vi três homens tocando violão na televisão e perguntei para o meu pai que tipo de instrumento era aquele. Quando ele disse que era violão, respondi que queria um para mim”, lembra o músico.

Vinte anos depois, o também baiano Saulo nascia em Barreiras, em 1977. Por influências familiares, lançou seu primeiro álbum aos 14 anos de idade, intitulado Falando de Esperança. Quatro anos depois, o cantor se mudou para Vitória (ES), onde puxou um trio elétrico pela primeira vez.

O veterano Durval comanda blocos de Carnaval desde os anos 1980, começando como guitarrista do Pinel. Em 1987 o músico criava o Asa de Águia, um dos grupos mais representativos da música baiana contemporânea – e que reúne uma verdadeira legião de seguidores na capital federal. Dona de hits como Bota pra Ferver, Manivela, Quebra Aê, a banda entrou em pausa por tempo indeterminado após 27 anos e 13 discos lançados. Atualmente em carreira solo, Lelys é um dos artistas que mais arrecada no País por direitos autorais, segundo o Ecad de 2017.

Puxando blocos desde 1995, Saulo mergulhou de vez na tradição baiana após sua entrada na Banda Eva. Depois de mais de uma década de conjunto, seis discos gravados e alguns prêmios recebidos, o artista se despediu do grupo em 2013. O lançamento da carreira solo começou no mesmo ano, com a gravação do CD e DVD Saulo ao Vivo.

Você ainda quer prova de que a parceria é certeira? Em 2018, Saulo se uniu a Durval no projeto do cantor intitulado Canta aí no Groove, um álbum digital lançado em fevereiro que engloba parcerias dos dois baianos. Axé!

Serviço:

Quando: Neste sábado, a partir das 16h
Onde: Na Praça das Fontes do Parque da Cidade (Asa Sul)
Ingressos: R$ 80 (área praça) e R$ 140 (camarote). Valores referentes à meia-entrada
Informações: 99881-7475 (WhatsApp)
Não recomendado para menores de 18 anos


Você pode gostar
Publicidade
Publicidade
Publicidade
  • CHARGE DO DIA

Publicidade