Siga o Jornal de Brasília

Música

Cantora brasiliense faz ‘mergulho íntimo’ em novo EP

Para além de rótulos de gêneros ou estilos, trabalho transporta ouvinte para o quarto da artista

Publicado

em

Foto: Raquel Reis

“Do começo ao fim?” foi o questionamento que a cantora e compositora brasiliense Moara percebeu em meio a um afogamento. Usando essas emoções, ela decidiu transformar essa sensação em mergulho consciente, cuidadoso e honesto no seu novo EP.  Formado por seis composições escritas em períodos e cidades diferentes, o trabalho é minimalista e denso e está disponível em todas as plataformas de streaming de música.

Disposta a se perceber num momento de fragilidade, a artista se encontra do começo ao fim em novo EP. “Eu revisitei cada etapa de uma história, me percebi nela e, sem medo, falei sobre. ‘Do começo ao fim?’ pode ser ouvido de trás pra frente, do meio em diante, em qualquer ordem e, independente disso, a identificação é possível”, conta ela.

O novo trabalho nasceu de uma imersão artística e foi completamente gravado no quarto de Moara. “No meu quarto se fez, num tempo em que dele eu não saía. Com o mesmo cuidado que busquei o som, encontrei quem o construiria comigo”, revela ela, que trouxe pessoas próximas para a equipe, o que resultou em uma sintonia maior. A produção, arranjos, mixagem e masterização é assinada por Vitor Ribeiro, irmão da artista, e o amigo Léo Ribeiro também assina as produções e arranjos.

“O EP como um todo surgiu de um processo súbito de entrega. Nada nele aconteceu por acaso. Gravar no meu quarto foi uma escolha, toda minha criação começa ali, onde eu durmo, acordo, escrevo, choro… antes de qualquer lugar, esse é o meu lugar. Ter meu irmão assinando produção, arranjos, mixagem e masterização foi uma escolha, ninguém me conhece como minha família, em cada momento de felicidade ou dor, na minha vida inteira, ele estava lá. Fomos poucos em todo o processo do EP, somente três além de mim, porque é exatamente assim que compartilho minha intimidade, com poucos e onde me sinto segura”, analisa ela.

Unindo em sua música uma forte intimidade e intensidade, Moara iniciou sua discografia com “Peito Aberto”, um EP que cantava a força e a busca por auto-aceitação. Considerado um dos principais lançamentos de MPB de 2018 por grandes veículos, o álbum levou Moara para palcos e espaços importantes como SIM São Paulo, Caixa Cultural São Paulo, Sonora Soma, Casa Vulva, RedBull Station, Festival CoMA, CCBB Rio de Janeiro, Móveis Convida e PicNik. 

Agora, a artista desconstrói essa imagem de força e abraça a honestidade e o poder da vulnerabilidade. “Do Começo Ao Fim?” está disponível em todas as plataformas de música digital.


Você pode gostar
Publicidade