Siga o Jornal de Brasília

Música

Cantora Anahi celebra Elis Regina no Clube do Choro

Show intitulado “Arrastão, Um Canto Elis” acontece na terça, dia 12 de novembro, com um emocionante repertório musical

Publicado

em

Publicidade

Elis Regina Carvalho Costa. Elis Regina. Elis. Cantora Brasileira de voz e personalidade inconfundível que marcou a história da música brasileira. Elis foi mais que uma cantora, foi uma intérprete que deu vida e corpo à música de seu tempo e ao seu povo. Seu repertório é tão extenso quanto nosso território, pois Elis era sedenta por dar voz à nossa música. Quando Elis cantava, seu corpo cantava por inteiro. Corpo político, corpo de opinião. Elis fez de seu canto seu protesto. E é toda essa força e energia que a cantora Anahi vem celebrar, em seu show “Arrastão: um canto Elis”. Canções como o próprio Arrastão, Como Nossos Pai, Maria Maria, O Bêbado e a Equilibrista e Atrás da Porta. E esses grandes sucessos consagrados se misturam com outros cantos potentes, mas não tão conhecidos, como Onze Fitas, Conversando no Bar e Roda. Um repertório instigante e emocionante, pela voz da cantora e atriz Anahi, no palco do Clube do Choro. No show, Anahi interpreta músicas, mas também traz um toque cênico, para relembrar a força de Elis nos palcos. O show “Arrastão: um canto Elis” acontecerá no dia 12 de novembro, terça-feira, às 21h, com ingressos a R$40 a inteira e classificação livre.

O espetáculo tem a direção musical de Marcus Moraes e a direção artística de Rebeca Dourado. Um show que promete emocionar a todas e todos, e que conta com a presença da guitarra inconfundível de Marcus Moraes, a elegância do contrabaixo de Hamilton Pinheiro, a bateria de Pedro Almeida e a presença do piano de Felipe Togawa.

Anahi é dona de uma voz autêntica capaz de surpreender aqueles que ainda não a conhecem. Cantora e atriz natural de Cuiabá – MT, filha de cantores e violeiros, Anahi cresceu rodeada por música. Mudou-se para Brasília a fim de acompanhar o pai, Chico Nogueira, como uma das vocalistas da Cia. Mambembrincante – grupo de musical regional e autoral com fortes influências do teatro de rua. É Licenciada em Artes Cênicas pela Universidade de Brasília e foi durante o curso que se apaixonou pelo samba. Em sua carreira solo, teve a oportunidade de fazer participações nos shows de sambistas de renome nacional como Toninho Geraes, Marquinho Diniz e Serginho Meriti. Também se apresentou com sambistas da cidade, como o Grupo 7na Roda, Grupo Fina Estampa, Marcelo Sena, Dhi Ribeiro, Filhos de Dona Maria, Samba Urgente, entre outros. É uma das fundadoras e idealizadoras do Coletivo Mulheres de Samba, coletivo de artistas que reuni mais de cinquentas mulheres musicistas sambistas do Distrito Federal há mais de 3 anos e que tem o intuito de fortalecer o movimento feminino e feminista dentro da cena do samba na capital federal. Suas principais influências e referências são grandes ícones da Música Popular Brasileira assim como do Samba e do Forró, ritmos com os quais Anahi possui grande afinidade. Da Tropicália à música Regional, do Samba de Raiz ao Rock nacional, Anahi tem buscado aquilo que a toca como artista e, principalmente se inspirado nas grandes mulheres da música brasileira como Dona Ivone Lara, Elza Soares, Elis Regina, Elizeth Cardoso, Clara Nunes, Gal Costa, Maria Bethânia, Reta Lee, Leci Brandão, Beth Carvalho, Alcione entre tantas outras, sempre reverenciando os passos dessas grandes referências e sempre lembrando de sua origem: mulher e brasileira!

SERVIÇO
Arrastão: um canto Elis, de Anahi
Quando? 12 de novembro, terça-feira
Onde? Clube do Choro de Brasília
Quanto? R$40 a interia e R$20 a meia
Classificação Livre


Você pode gostar
Publicidade