Siga o Jornal de Brasília

Entretenimento

Gama recebe espetáculo de dança contemporânea

Em 27 e 28 de junho, o Teatro Paulo Gracindo, no Sesc Gama, receberá o espetáculo de dança contemporânea Mira e Anda — Drágeas Psicológicas.  A exibição tem entrada franca. Inspirada em contos da psicóloga Ana Virgínia de Almeida Queiroz, a montagem discute os conflitos nas relações humanas.

Em cena, cinco bailarinos interpretam por meio da dança questões como as formas de superar desafios emocionais e mostram no desenrolar do enredo a transformação da dor em motivação para seguir em frente.

“É um espetáculo extremamente sensível. Fala sobre tudo aquilo que a gente vive em um momento ou outro da nossa vida. Então, acredito que as pessoas vão se identificar com algum ponto, com alguma cena”, explicou Reginaldo.

A obra passeia pelo universo da personagem Miranda, que passa por várias perdas e desencontros ao longo de sua história. Após essas desventuras, ela descobre por meio da psicoterapia que a vida reserva belezas inimagináveis.

No papel está Ana Julia Paiva, dançarina de 23 anos. “Gosto muito dos contos, da densidade que eles têm e me identifiquei muito com a Miranda. Para mim, é um personagem que faz sentido porque eu consigo ver minha trajetória na dela”, comenta Ana Julia.

Segundo a psicóloga Ana Virgínia, autora dos textos que inspiraram a montagem, os contos tratam dos aspectos depressivos da psique humana e a forma como eles podem se manifestar.

Com patrocínio do Fundo de Apoio à Cultura (FAC), o espetáculo tem direção, coreografia e concepção do coreógrafo Reginaldo Moreira.

Serviço:
Mira e Anda
Nesta quarta e quinta-feira, 27 e 28 de junho
Às 20 horas
No Teatro Paulo Gracindo, Sesc Gama (SIND, QI 1)
Duração: 60 minutos
Entrada franca
Não recomendado para menores de 16 anos

Fonte: Agência Brasília

Publicidade
Publicidade
  • CHARGE DO DIA