Siga o Jornal de Brasília

Entretenimento

Entrevista com Lázaro Ramos: “Meu maior ativismo é na leitura”

Beatriz Castilho
[email protected]

O ator, apresentador, cineasta e também escritor Lázaro Ramos é uma das atrações da 34ª edição da Feira Internacional do Livro de Brasília neste fim de semana. O autor marca presença no palco principal do evento, neste domingo (10), às 16h, com o lançamento de sua nova obra infantil Caderno Sem Rimas da Maria, cheia de de neologismos e ressignificações.

Além de possibilitar a divulgação de novas obras, o autor vê a feira como um ambiente de aproximação entre leitores e autores. “Eu, como leitor, fico curioso para entender tudo, às vezes, até persigo autores, sempre tentando mandar e-mails para saber mais”, brinca Lázaro, em entrevista ao JBr.

Leia também: Feira do Livro de Brasília começa nesta sexta de olho na literatura infantil

Com o mesmo objetivo, acontece o lançamento de seu livro, com um formato diferenciado. A partir de 10 canções criadas a partir de suas obras, o musical A Viagem da Caixa Mágica apresenta as 36 páginas do novo dicionário lúdico do autor. “Dessa forma tento trazer encantamento para os leitores. E tenho recebido muito retorno de pessoas falando que as crianças saem do show lendo o livro com prazer”, destaca.

Caderno Sem Rimas da Maria é uma obra derivada do Caderno de Rimas do João (2015). Com ou sem rima, os livros são formados por verbetes, com intuito de elucidar termos e conceitos para os filhos, sendo o primeiro para seu primogênito com Tais Araújo. “É uma tentativa de explicar coisas que não têm explicação, coisas que o João já perguntava. Então, tem coisas leves como amor e saudade e coisas mais difíceis, como morte”.

Dessa forma, a pedidos do filho, o escritor se aventurou novamente na construção do dicionário, dessa vez voltado para Maria Antônia, a caçula. “Comecei fazendo com rimas, mas Maria é muito diferente, então mudei para as características dela. No processo, acabei inventando palavras para tentar definir sensações que vivemos”, explica.

Hábitos de leitura

A relação dos filhos com a literatura não fica só na inspiração. Lázaro conta que diariamente incentiva a leitura ao lado de João e Maria. “Lemos juntos em casa. Conversamos sobre livros porque nós tentamos mostrar para eles que estamos lendo, não adianta só falar e não fazer”, destaca.

Lázaro conta que não lia muito quando criança. “Aprendi que leitura era uma obrigação, e não um prazer. E só fui começar a ler, mesmo, quando entrei para o teatro”, revela. Apesar disso, o ator, no ar atualmente na série Mister Brau (Globo), com a mulher, Taís Araújo, conta que um dos livros que mais o marcou foi Dom Casmurro (1899), de Machado de Assis, lido em sua pré-adolescência.

Para ele, é importante criar um hábito de leitura desde criança, pois na fase adulta se colhe frutos plantados a partir da literatura. “Se me perguntassem qual o meu maior ativismo atualmente, eu diria que é na leitura, em incentivar as pessoas desde crianças. A literatura mostra como a vida é diversa”, ressalta.

Outras obras

Também voltada para o público infantil, A Velha Sentada foi a pioneira no currículo do escritor. “É um livro que fala sobre tecnologia. A primeira versão era quase eu mandando todo mundo fugir da tecnologia e se voltar para o artesanal, mas com o tempo vi que um pode auxiliar o outro”, conta.

Aliás, trabalhar com tecnologia é uma das vontades do escritor: “Uma das coisas que tenho pensado muito é em como posso fazer isso no meu próximo livro, em como associar uma coisa com a outra para as duas se potencializarem”.

Ano passado, Lázaro lançou Em Minha Pele, demonstrando seu ativismo social. A partir de relatos sobre sua vida, o artista propõe reflexões sobre pluralidade cultural, racial e étnica. “Foi um processo diferente, até porque o processo de escrita demorou 10 anos, nisso jogando coisa fora e colocando. O livro tem uma coisa mais sofrida”, finaliza.

Serviço:
34ª Feira do Livro de Brasília
De 8 a 17 de junho
Na área externa do Pátio Brasil Shopping (Setor Comercial Sul)
Visitação das 10h às 22h
Entrada franca
Confira a programação completa no Facebook @feiradolivrobrasilia
Classificação livre

Você pode gostar
Publicidade