Siga o Jornal de Brasília

Cinema

Festival Curta Brasília apresenta experiências inéditas em realidade virtual trazendo a natureza e mudanças climáticas como tema central

Filmes exibidos e premiados em festivais como Veneza, Sundance, Anima Mundi e Cannes estreiam na capital, com experiências imersivas – a entrada é franca.

Avatar

Publicado

em

PUBLICIDADE

A oitava edição do Festival Curta Brasília, que será realizada no Cine Brasília (106/107 Sul), entre os dias 12 e 15 de dezembro, vai muito além dos curtas-metragens. O evento se consolida como uma referência em novas tecnologias e narrativas, trazendo conteúdos de realidade virtual produzidos em coprodução com outros países e experiências interativas de mais de seis países.

No intuito de contribuir com a temática urgente da natureza e mudanças climáticas, o Festival conta com filmes que destacam questões ambientais, ações possíveis no cotidiano para uma melhor qualidade de vida em nível local, nacional e global.

A Amazônia, por exemplo, está presente em 3 filmes: Heróis do Rio Madeira, filme interativo feito por diretores brasilienses da Caixote VR; Awavena, filme que conta a história da primeira líder indígena do povo Yawanawá do Acre; Ayahuasca, premiado filme que fala da medicina sagrada de povos indígenas, no caso tendo um xamã do Peru como guia da experiência imersiva.

A produção brasiliense terá destaque com a experiência transmídia Terra dos Ekitumans – com cenografia imersiva exclusiva e ampliada para o Festival, contando com realidade aumentada, games, quadrinhos e narrativas transmídia.

O cerrado continua sendo inspiração em produções do DF, em parceria com o projeto BCDesign, que visita virtualmente uma casa construída segundo preceitos da permacultura e da bioconstrução, e nas imagens impactantes e exuberantes de Cerrado Virtual, que apresenta fotografias em 360º feitas na região.

Sonhares, outra produção do DF é uma animação interativa que conta com elementos da natureza, como fogo, terra, ar e água integrando-se às paisagens corriqueiras da cidade e das construções.

Brasília está presente como cenário cinematográfico, personagem, paisagem e inspiração para filmes e artistas de várias partes do mundo. Como resultado do Atelier de Realidade Virtual, realizado em parceria com o Institut Français, Novembre Numérique, Embaixada da França e a empresa francesa Hervé, serão apresentados três curtas-metragens que falam sobre ciclos e conexões entre pessoas, espaços e arquitetura. A atividade contou, ainda, com o apoio do IESB, escola de línguas Lang’Art, Investe Tur, Sebrae, Secretaria de Turismo do DF e Ministério do Turismo.

Sobre a questão do oceano, tema urgente em nível global, temos duas experiências inéditas: ABROLHOS360, da Bahia, e Sea Level Rise Explorer: Turner Station, da Califórnia/EUA. Enquanto ABROLHOS360 traz uma experiência debaixo d’água, na experiência Sea Level Rise Explorer, os usuários interagem com modelos 3D e podem elevar o nível do mar para observar possíveis inundações em tempo real.

Ainda sobre a questão da água e das relações entre seres humanos e natureza, será exibido o curta-metragem produzido durante o segundo laboratório de cocriação Brasil-Holanda, com o tema Políticas da Natureza. Realizado em parceria com a Embaixada dos Países Baixos, o curta tem cenas gravadas nos dois países com o tema: água.

A partir do mote do Festival Curta Brasília, que relaciona empatia, conexões, ciclos, tanto da natureza quanto da humanidade, temos a participação especial do curta interativo de Ricardo Laganaro A linha, vencedor no Festival de Veneza, que acompanha a rotina dos personagens Rosa e Pedro.

O que é XR

XR: termo vindo do inglês Extended Reality, realidade estendida se refere a experiências mediadas por tecnologia que combinam realidades virtuais e o mundo real. O XR abrange o hardware, software, métodos e experiências que fazem a realidade virtual, realidade mista, realidade aumentada, realidade cinematográfica e outras.

Fórum XR

Criado para ser um ponto de encontro internacional e para potencializar debates sobre mercado, tecnologias e narrativas em XR, esta edição reflete sobre a interação entre tecnologias XR e a natureza, em diálogo com os filmes exibidos no Espaço XR.

O Fórum aprofundará os debates sobre as narrativas imersivas, como a tecnologia pode servir à natureza, trazendo realizadores e projetos nacionais e internacionais que dão um panorama da questão sob diferentes aspectos. Trazendo a reflexão sobre questões ambientais, o fórum discute tecnologia e narrativas XR, contribuindo para ações de prevenção, mapeamento de possíveis desastres, entre outras – é o caso dos projetos da Califórnia-EUA e de Abrolhos, na Bahia.

O evento contará com a presença de colaboradores brasileiros e internacionais do coletivo Políticas da Natureza (PoN – Politics of nature); empresas de Brasília, como o Tree House Studios e a Caixote Histórias Imersivas; o projeto brasiliense Sonhares, concebido para integrar uma peça teatral interativa; pesquisadores e artistas de projetos como ABROLHOS360 (Bahia); Virtual Planet (California – EUA); integrantes do XRBR – Hub Brasileiro de X-Reality.

Espaço CVRTA XR

Montado na área externa do Cine Brasília, apresenta curtas-metragens nacionais e internacionais e diversas experiências acessíveis ao grande público.

Serviço

8° edição do Festival Curta Brasília

Onde: Cine Brasília (106/107 Sul)
Quando: 12 a 15 de dezembro
Entrada franca

Fórum XR
13 de dezembro, às 16h20

Curta XR
Quando: sessões de 13 a 15 de dezembro, das 17h às 22h
Onde: área externa do Cine Brasília

Para mais informações acesse:

http://www.curtabrasilia.com.br/


Leia também
Publicidade
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *