fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Cinema

Cinema: “Crime sem saída” tem trama movimentada sobre mortes de policiais

No elenco, Chadwick Boseman, conhecido por interpretar o Pantera Negra

Avatar

Publicado

em

Trailer e imagens: Divulgação
PUBLICIDADE

Por Vitoria Von Bentzeen*
Jornal de Brasília / Agência UniCEUB

Em um roubo de cocaína que acabou saindo errado, dois ladrões (Stephan James e Taylor Kitsch) matam policiais. O detetive Andre Davis (Chadwick Boseman, conhecido por interpretar o Pantera Negra) , é chamado para investigar o caso e, junto com uma oficial da área de narcóticos ( Sienna Miller), ordena que fechem as 21 pontes de Manhattan (daí o nome em original do filme “21 Bridges”). No Brasil, ganhou o título de “Crime sem saída”, que estreia nesta semana nos cinemas de Brasília. O filme é a estreia do diretor irlandês Brian Kirk no cinema.

O detetive tem história trágica na família perdeu o pai, também policial. Andre busca fazer justiça contra “assassinos de policiais”. Mas, no começo do filme, é intimado para explicar o seu alto índice de tiros, todos certeiros. O protagonista tem cerca de cinco horas para capturar os homens, e assim começa a caçada, que vai revelar conspirações de bastidores durante o longa.

“Crime sem saída” mostra bastidores da organização, que envolve corrupção e outros segredos que vão surpreender o público com esse thriller. Aliás, as cenas de ação são reveladoras e formam o ponto alto do filme.

Os enquadramentos e fotografia esboçam significados de suspense durante todo o filme. Mesmo nas cenas em que não há troca de tiros, o ambiente é de que uma novidade vai acontecer a qualquer momento na próxima cena. Um dos exemplos é o jogo de câmeras durante o enterro do pai do Andre.

* A repórter assistiu à pré-estreia a convite da Espaço/Z


Leia também
Publicidade
Publicidade
Publicidade