fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Celebridades

Gusttavo Lima é processado por compositor

O compositor André Luiz Gonçalves, conhecido como De Lucca, acusa na justiça o cantor Gusttavo Lima por ter “roubado” seus direitos autorais

Avatar

Publicado

em

PUBLICIDADE

O cantor sertanejo Gusttavo Lima, que apresentou sua última live na última sexta-feira (22) no YouTube e na Band, vai ter que encarar uma audiência virtual movida pelo compositor André Luiz Gonçalves.

Delucca, o nome artístico com compositor, entrou na justiça contra o intérprete de “Milu” por danos morais e pede uma indenização de R$20 milhões de reais. Na ação ele alega que o sertanejo se apropriou indevidamente dos direitos autorais de sua composição ‘Fora do Comum’, um dos sucessos na voz de Gusttavo. Ele revelou que o cantor chegou a fazer promessas sobre novas colaborações que nunca foram realizadas.

Gusttavo Lima fez promessas e não cumpriu nenhuma

Delucca ainda fez um desabafo sofre sua parceria frustrada com o “Embaixador” que teria lhe prometido parceria em outras músicas, além de ajudar em sua carreira musical.
Ele me chamou pra fazer uma parceria. Ele pediu pra eu gravar a música e mandar pra ele. Registrei a música e mandei pra ele. Passou uns dias e ele me ligou dizendo que só gravaria se eu aceitasse fazer uma sociedade com ele. Eu, de boa fé, achei que ele só acrescentaria o nome dele na composição, mas ele foi lá e editou metade da música e registrou como 50% sendo de autoria dele. Pra não perder tudo eu fui em outra editora pra registrar os meus 50% e não deixar de receber, porque quando eu fui registrar 100% da música no meu nome ele já havia feito o registro de metade. Ganhou esses anos todos com execuções nas rádios, plataformas digitais, além das vendas de CD’s e DVD’s”, afirma André.

Ainda segundo o compositor, Gusttavo Lima teria lhe prometido lançar algumas de suas composições próprias onde ele seria creditado como coautor. “Ele me disse que lançaria outras músicas de composição dele e que me colocaria como coautor também, o que não aconteceu. Que as músicas eram sucesso e que eu não precisava me preocupar porque eu teria retorno. Disse que eu podia confiar nele e dar a parceria pra ele, porque depois ele iria me devolver a minha parte através de outras músicas. Só que num outro trabalho ele só colocou meu nome na música ‘Amor de Poeta’. Eu cheguei a assinar para receber os direitos autorais dessa canção, mas nunca recebi nada“, afirma De Lucca

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Compositor português também processa Gusttavo Lima por direitos autorais

Compositor Ricardo Landum (Foto: Arquivo Pessal)
Compositor Ricardo Landum (Foto: Arquivo Pessal)

Em 2017 o cantor sertanejo foi condenado em primeira instância a pagar uma multa referente ao processo aberto pelo músico português Ricardo Landum, autor de uma faixa cantada por ele.

Gusttavo Lima já havia sido proibido de executar, comercializar, divulgar e executar a música Que Mal te Fiz Eu , porém, mesmo após a decisão judicial, o cantor continuou cantando a faixa. Além disso, a versão cantada pelo sertanejo continha alterações, o que por lei, também havia sido vetado.

Leonardo Honorato, advogado de Ricardo Landum, explicou que mesmo após a condenação Gusttavo, a Som Livre (gravadora do cantor) e a Balada Eventos (empresa do sertanejo) entraram com embargos para esclarecer alguns pontos que não foram detalhados pela Juíza  Maria Cristina de Brito Lima, da 6ª Vara Empresarial do Rio de Janeiro.


Leia também
Publicidade
Publicidade
Publicidade