fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Entretenimento

CCBB Educativo entra no último mês do ano com atrações

O ano se encerra com muita interatividade em torno da mostra “Bjork Digital”; feirinha de trocas; mágica e palhaçaria e uma infinidade de atividades para toda a família

Avatar

Publicado

em

PUBLICIDADE

O CCBB Educativo entra o último mês do ano com um recurso e tanto, inspirando ainda mais o desenvolvimento das atividades: a exposição “Björk Digital”, que ficará em cartaz até em cartaz de 03/12 a 09/02. A mostra de música, artes visuais e tecnologia sobre a multiartista islandesa receberá professores e educadores em visitas mediadas exclusivas logo após a abertura, na Semana do Educador. Em Processos Compartilhados, os artistas multimídia Phil Jones e Biophillick propõem um mergulho na arte interativa proporcionada pela mostra em uma experiência que envolve a finalização de um aplicativo. Com cinco finais de semana, dezembro também proporcionará muita diversão, criatividade, conhecimento e ludismo no segmento Lugar de Criação, alcançando 18 sessões com temáticas diversas. Já em comemoração ao Natal, uma feira de trocas com a estilista Fernanda Ferrugem. No Múltiplo Ancestral, muita fantasia e magia com a palhaça Matusquella.

O CCBB Educativo investe em ações inclusivas e afirmativas para estreitar as relações com a comunidade escolar, educadores, pessoas com deficiência, famílias, organizações não-governamentais, artistas, movimentos sociais, profissionais dos campos da arte e da cultura e interessados.

O programa é composto por inúmeras atividades e em dezembro o público poderá participar do Lugar de Criação (voltado para crianças e famílias); Múltiplo Ancestral (ações que articulam a memória, saberes e práticas culturais para o público em geral); Processos Compartilhados (curso oferecido para a formação de artistas, educadores, críticos, curadores e demais profissionais do campo da arte e da produção cultural); Semana do Educador e Visitas Mediadas, Visitas Mediadas em Libras e Visitas Educativas.

As ações dialogam com as exposições e demais agendas do CCBB. Destina-se a todos os públicos com ações inclusivas e afirmativas para estreitar as relações com a comunidade escolar, educadores, pessoas com deficiência, famílias, organizações não-governamentais, artistas, movimentos sociais, profissionais dos campos da arte e da cultura e interessados.
Todas as atividades são gratuitas, mas para participar de algumas delas é necessária uma pré-inscrição.

Confira a programação

Lugar de Criação
Dias 1o | 7 e 8 | 14 e 15 | 21 e 22 | 28 e 29
Das 10h às 12h e das 15h às 17h


01/12- Desde Pequeno: Pé de valsa
O Programa CCBB Educativo convida a todos para uma grande dança coletiva indagando questões como: Será que os seus movimentos são dança? Como se registra um corpo dançante? Quais as cores da dança interior? A ideia é que os participantes criem juntos uma obra de arte coletiva feita a partir dos passos de dança que a música nos inspira, resultando em uma linda melodia corporal.

07 e 08/12 – Como nasce uma obra de arte? Poliplóides
Células poliplóides são estruturas de vida que tem mais de dois pares de cromossomos e, por isso, são mais suscetíveis a se misturarem, gerando seres híbridos. Elas são mais abundantes no reino das plantas. Neste Lugar de Criação, ciência e arte se misturarão através da coleta de elementos vegetais que estão no CCBB. A partir de um olhar poético e investigativo, será criado um novo ser, com imaginação e aquarela.

14 e 15/12 – Desde pequeno – Ultra Som!
Sons de acalanto, de carros, de animais de risadas, de chuva… Tudo é som e música para bebês na primeira infância! Pensando nisso o Lugar de Criação de dezembro convida bebês e crianças pequenas para experimentações sonoras na sala do educativo. O que acontece quando um bebê escuta sua própria voz reverberando? Ou quando escuta a voz de seu cuidador modificada?

21 e 22/12 – Trocação de Histórias: Sentire Botânica
Advinda do termo grego botané, que significa “planta” e que deriva do verbo boskein, que diz respeito a “alimentar”, a Botânica é o estudo biológico que se interessa pelo saber da vida vegetal. Ao mesmo tempo, sentire é termo que diz respeito às sensações experimentadas pelo ser humano. Partindo disso, o público será convidado a explorar a taxonomia– ciência que lida com a descrição, identificação e classificação dos organismos–, dando origem a novas espécies vegetais que nascem das emoções que fertilizam nossas memórias afetivas. O exercício será plantar emoções no jardim do CCBB e descobrir como elas brotam?

28 e 29/12 – Eu faço meu brinquedo – Pirâmide Mágica (Holograma para celular)
Pensando as múltiplas possibilidades de realidade virtual, o Programa CCBB Educativo propõe no o desenvolvimento de hologramas de acetato para celulares. Serão confeccionadas pirâmides mágicas. A ideia é se relacionar com essas imagens tridimensionais e despertar brincadeiras que podem surgir com o uso dessa técnica.


Semana do Educador Exposição “Björk Digital”
05/12, às 18h30 e 06/12, às 9h30
Processo de inscrição por formulário on-line: www.ccbbeducativo.com
O programa ressalta que é importante que os professores estejam entre os primeiros a visitar as exposições do CCBB! Por isso serão oferecidas visitas exclusivas para professores, coordenadores pedagógicos e demais integrantes da comunidade escolar na primeira semana após a abertura da mostra. As visitas duram até 2h. 30 vagas por dia.

Processos Compartilhados- com Phil Jones e Biophillick
12/12, das 14h às 19h
Processo de seleção por formulário on-line: www.ccbbeducativo.com
Sinopse: m1cr0zewp.bio – Microdiálogos digitais com a biophillia de Bjork
A oficina realizada pelos artistas Phil Jones e Biophillick propõe um mergulho na arte interativa. Partindo do estudo inicial de alguns projetos desenvolvidos por Phil Jones, de instrumentos virtuais e sistemas de fabricação a shows interativos, o público inscrito terá a oportunidade de analisar e finalizar um novo aplicativo. O app será criado a partir de trabalhos multimídias dos dois artistas, abraçando o desafio de adaptar uma obra audiovisual para uma obra interativa, tal qual como ilustrado na exposição da Bjork. Além de entender como funciona um aplicativo desse tipo, será possível para os participantes contribuir com ideias visuais e musicais, e mesmo com algoritmos de interação. Ao final da oficina, o aplicativo será disponibilizado para todos (apenas aparelhos Android).
Obs.: aqueles que quiserem trazer seu laptop e aprender um pouco de programação serão bem-vindos, mas isso não será essencial para o curso.

 

Atividade Extra de Natal: Feira de trocas – com mediação de Fernanda Ferrugem
14/12, das 14h às 18h
Sinopse: Neste final de ano, o Programa CCBB Educativo propõe mais uma edição da Feira de Trocas. A fim de valorizar o pensamento sobre sustentabilidade e as trocas não-monetárias, a ação é voltada para o consumo consciente, democratizando a cultura do reuso e transformação das coisas. Neste dia, Fernanda Ferrugem convidará os participantes a perceber os potenciais da moda a partir da perspectiva da reciclagem e da experimentação. Todos estão convidados a participar da feira de troca de roupas, livros, discos, brinquedos e o que mais se quiser trocar. A ocasião é perfeita para curtir os jardins do CCBB, fazer um pic nic, ouvir boa música e celebrar a vida.


Múltiplo Ancestral – Isto é mágica, com a palhaça Matusquella (LIBRAS)
15/12, às 16h
Sinopse: Uma tradicional apresentação de mágicas feitas com cartas, cordas e outros objetos mágicos. Só que com um detalhe…. O “mágico” é uma palhaça.

Sobre a palhaça Matusquella: Mestre em Artes Cênicas (UNB), criou e coordena o Festival Palhaças do Mundo, uma mostra composta, essencialmente, por palhaças e que deu origem a seriado audiovisual homônimo. É criadora e coordenadora da CiRcA Brasilina, o primeiro picadeiro feminino do Brasil. Destaca-se também pelo projeto Pipocando Poesia, uma vitrine viva de seus produtos culturais e de sua poesia. Em 2017 recebeu o I Prêmio Igualdade de Gênero na Cultura, outorgado pela Secretaria de Estado de Cultura do Distrito Federal, por seu trabalho pela palhaçaria feminina e pela promoção da protagonismo da mulher na arte.


Visitas educativas agendadas
Ter, Qua, Qui, Sex
Duração: 1h30
Ter a sex: 9h30, 10h30, 14h, 14h30 e 15h30
Qua e qui: 9h30, 10h30, 14h, 14h30, 15h30 e 19h
E-mail para agendamento: agendamentodf@ccbbeducativo.com
No momento do agendamento é possível escolher entre opções de visitas com atelier, visita à exposição ou visita patrimonial. Às quintas, às 14h30 há um horário disponível para a visita em Libras, exclusivo para grupos agendados.

Visitas mediadas
Ter, de 12h às 13h | 17h às 18h | 18h às 19h
Qua a sex, de 12h às 13h | 18h às 19h
Sáb, de 12h às 13h | 18h às 19h
Domingos e feriados, de 12h às 13h | 18h às 19h
Até 20 pessoas. Não necessita agendamento.
O grupo será formado 15 minutos antes do horário da visita.
Visita ao acervo do Museu do Banco do Brasil ou à exposição “Björk Digital”, em cartaz no CCBB DF de 03/12/2019 a 09/02/2020.

Visitas mediadas em libras
Ter, às 18h, sex às 19h e sáb às 17h
Até 20 pessoas. Não necessita agendamento.
O grupo será formado 15 minutos antes do horário da visita.
Visita realizada em Libras com tradução em português ao acervo do Museu do Banco do Brasil ou à exposição “Björk Digital”, em cartaz no CCBB DF de 03/12/2019 a 09/02/2020.


Leia também
Publicidade