Siga o Jornal de Brasília

Cidades

Vídeo: minutos de terror em apartamento no Cruzeiro Novo

Namorado do homem morto por Sargento gravou toda a discussão entre assassino, o casal, a esposa também morta

Publicado

em

Marcus Pereira e Vítor Mendonça
[email protected]

Os assassinatos de Francisco de Assis Pereira da Silva, 41, e Francisca Naídde de Oliveira Queiroz, 58 pelo sargento aposentado da Aeronáutica Juenil Bonfim de Queiroz, 56, na noite dessa quarta-feira (12/06), no Cruzeiro Novo, foi todo gravado pelo namorado da primeira vítima, Marcelo Soares Brito, 40 anos.

Os dois já namoravam há cinco anos, mas o assassino, acreditava que Francisco tinha uma relação com sua mulher, Francisca. Marcelo esteve na cena do crime e filmou quase nove minutos da discussão que tiveram no apartamento do Bloco G, na quadra 1405 da região administrativa.

Os dois tentavam argumentar com o sargento, que totalmente fora de controle, ameaçou diversas vezes Francisco até disparar os seis tiros. Após os disparos, sem mostrar qualquer remorso, o homem tripudia do assassinado. “Tá vendo o que acontece com quem mexe com mulher casada?”.

A frieza do sargento foi determinante para a custódia converter-se em prisão preventiva.

Moradores horrorizados

Segundo a moradora do mesmo edifício, Joana D’arc de Faria, Queiroz, síndico do bloco, costumava ser respeitoso e educado. “Fiquei sem condições de entrar no meu apartamento. […] Sinceramente, nunca imaginaria que isso pudesse acontecer. Se eu tivesse que apostar em alguma pessoa, não seria nele.”

O zelador Edigar Sousa também confirma a versão de que o casal mantinha uma vida aparentemente tranquila. “Praticamente todos os dias passeavam com o cachorrinho por aqui na vizinhança, sempre de mãos dadas”, contou.

“Ele trabalhava umas três vezes por semana; estava sempre por perto; era um bom síndico, apenas rígido, mas isso por ser militar.” Juenil e Francisca estavam juntos há 32 anos. Ela deixa dois filhos.


Você pode gostar
Publicidade
Publicidade
Publicidade
  • CHARGE DO DIA

    Charge
Publicidade