fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Cidades

Vídeo: homem que tentou invadir Senado almeja Bolsonaro: “Vamos ver se ele aguenta uma facada real”

Nas imagens, ele fala em matar políticos e religiosos, como Bolsonaro, Lula, Ciro Gomes, Bispo Edir Macedo, entre outros

Willian Matos

Publicado

em

PUBLICIDADE

Da redação
[email protected]

Na tarde de quinta-feira (29), um homem tentou invadir a sede do Senado Federal. Gritando “Aqui é a casa do povo”, ele quebrou vidros do local ao arremessar uma estrutura metálica contra uma porta. Ele só foi contido após policiais legislativos contê-lo com uma arma de choque.

Um vídeo vazado nesta sexta-feira (30) dá conta de que ele tem o presidente Jair Bolsonaro como alvo, e que ele pretende matá-lo com uma “facada real”. Não se sabe se as imagens foram gravadas antes ou depois da tentativa de invasão.

Ao falar “facada real”, o suspeito insinua que o atentado sofrido por Bolsonaro durante campanha política nas eleições de 2018 foi falso. Ele até dá um termo ao caso: “esfakeamento”.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

No vídeo vazado, o suspeito mostra duas facas que ele possui em casa. “Por que eu devo comprar uma faca da 54 reais, se eu tenho faca aqui em casa?” Nesse momento, ele mostra uma faca e fala que “só precisa amolar”, fazendo movimento como quem introduz a arma branca na barriga de alguém. “Girar no bucho dele aqui, ó, enfia e puxa pra cima, pra baixo”. Com ‘dele’, ele quis se referir a Bolsonaro. 

Lista de alvos

Em seguida, o homem faz um anúncio de morte a diversos nomes. Na lista dele, além de Bolsonaro, estão o ex-presidente Lula e os políticos Ciro Gomes e Marco Feliciano. Além destes, religiosos estariam na mira do suspeito.

“Por exemplo: o Edir Macedo vai morrer, aquele RR Soares vai morrer também. Vou pegar o dinheiro deles para comprar mais armamento e, posteriormente, tirar o povo da rua”, fala.

“É o amor cristão, né. Eles constroem templos maravilhosos, mas, para tirar colocar um mendigo para dormir uma noite dentro de uma igreja, esses filhos da p*** não ajudam. Então,vocês vão morrer.”

Ele prossegue com as imagens. “A afirmativa não é se vai ou não morrer, e sim quando vocês vão morrer. Enquanto vocês não me matarem, eu vou matar vocês”, prossegue.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Por fim, ele afirma que irá se atentar à agenda de Bolsonaro. “Estou esperando achar a agenda do Bolsonaro para descobrir onde ele está aqui em Brasília-DF para ir de encontro e dar uma estocada nele. Bora ver se ele vai resistir a uma facada real. Pau no c*”, finaliza.

Veja o vídeo:

Posts em redes sociais

Em postagens em um dos perfis dele no Facebook, realizadas na última segunda-feira (26), ele faz críticas à Polícia Civil do DF (PCDF), à Polícia Militar (PMDF), à Polícia Federal (PF) e ao Estado como um todo. Demonstra ser favorável ao porte e posse de armas.

Foto: Reprodução/Facebook

 

Foto: Reprodução/Facebook




Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade